Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O usuário que está procurando um novo notebook ou PC para comprar pode economizar bastante com algumas dicas rápidas. Antes de passar o cartão na loja, é ideal pensar na utilidade do computador no dia a dia, pesquisando por armazenamento, tamanho de tela e demais recursos.

Veja quais peças reaproveitar do PC antigo para economizar no novo

Um usuário mais básico, por exemplo, não precisa gastar em um avançado processador Core i7 e, além disso, pode manter alguns equipamentos como monitores, teclados e mouses. A escolha do sistema operacional também pode ajudar a gastar menos. 

Veja seis dicas de como economizar na compra de um notebook ou PC novo (Foto: Raissa Delphim/TechTudo)Veja dicas de como economizar na compra de notebook ou PC novo (Foto: Raissa Delphim/TechTudo)

1) Armazenamento interno

Tem certeza que precisa de todo o espaço que o notebook caro à venda disponibiliza? Para a maioria dos usuários básicos ou intermediários, 256 GB de armazenamento interno pode ser mais do que o suficiente para guardar arquivos, programas, fotos e vídeos.

Assim, é possível encontrar PCs e notebooks mais baratos no mercado brasileiro. Além disso, você pode investir futuramente em um HD externo portátil, caso precise fazer backup dos seus dados, que tem preço a partir de R$ 200 com 500 GB ou 1 TB.

Compre um notebook ou PC com armazenamento interno conforme seu uso (Foto: Thiago Barros/TechTudo)Compre um notebook ou PC com armazenamento interno conforme seu uso (Foto: Thiago Barros/TechTudo)

2) Leitor de Blu-Ray

Alguns notebooks ou PCs atuais vêm com leitores de discos Blu-Ray, e com isso o preço das máquinas pode aumentar bastante, já que é um recurso mais avançado. 

Se você já tem um leitor Blu-Ray em casa ou embutido no console de videogame, torna-se desnecessário colocar isso como uma das prioridades na compra de um novo computador. Um gravador e leitor de CD/DVD tradicional pode ser mais do que suficiente para o dia a dia.

Leitor de Blu-Ray pode ser dispensável para quem quer economizar (Foto: Divulgação/LG)Leitor de Blu-Ray pode ser dispensável para quem quer economizar (Foto: Divulgação/LG)

3) Processamento e memória RAM

É ideal buscar por um PC ou notebook que esteja de acordo com suas atividades diárias. Os usuários mais básicos ou intermediários podem pesquisar por computadores com processadores Intel Core i3 ou i5, por exemplo, ao invés de gastar dinheiro extra com a potência de um Core i7. 

A memória RAM trabalha em conjunto para deixar a navegação mais fluida, mas para economizar é possível investir em uma máquina com 4 GB au invés de 8 GB, caso não vá usar jogos pesados, nem programas de edição avançados.

Escolha um processador e memória RAM para seu tipo de uso e economize (Foto: Divulgação/Intel)Escolha um processador e memória RAM para seu tipo de uso e economize (Foto: Divulgação/Intel)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Esta dica de economia vale principalmente para quem vai montar um PC por conta própria, e está escolhendo o hardware ideal aos poucos para gastar menos. 

4) Reaproveitar acessórios e periféricos

O próximo passo para gastar menos na compra de um novo computador está em uma dica mais simples: reaproveitar seus periféricos e acessórios do PC ou notebook antigo. Isso vale para mouses, teclados, caixas de som, microfones e fones de ouvido, principalmente se tiverem tecnologia Bluetooth (sem fio) ou conectores USB.

Pensando que cada item novo custe em torno de R$ 100, no final das contas é uma boa economia. Os cabos também podem ser reaproveitados sem problemas, se estiverem em bom estado, o que evita gastos extras para quem está montando um novo PC.

Teclado e mouse ergonômicos ajudam no conforto e produtividade (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Reaproveite periféricos e acessórios no novo PC ou notebook (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

5) Sistema operacional

Para quem realmente quer gastar menos, uma dica é ficar de olho no sistema operacional de fábrica do PC ou notebook. Por exemplo, a Dell vende computadores mais baratos com plataforma Ubuntu e o mesmo se repete para muitas lojas do varejo nacional.

A economia acontece porque normalmente o sistema Linux (ou Ubuntu) é distribuído gratuitamente, ao contrário do Windows que tem pagar licença. Além disso, o usuário pode pensar em futuramente transferir a chave de ativação do Windows de um computador antigo para o novo.

Ubuntu é uma opção para economizar no sistema do computador (Foto: Divulgação/Ubuntu)Ubuntu é uma opção para economizar no sistema do computador (Foto: Divulgação/Ubuntu)

6) Tamanho e qualidade de tela

Pensar em um notebook com uma tela mais compacta, em HD, pode valer mais a pena do que comprar um equipamento mais caro e com design maior, o que torna difícil de transportar no dia a dia.

Vale lembrar que quanto maior a resolução (com Full HD, 2K ou 4K), mais caro o equipamento vai sair. No caso do PC, o ideal é reaproveitar o monitor que já tem em casa, se estiver em bom estado. Assim você poupa até R$ 300 na compra de um monitor novo.

Investir em um notebook mais compacto e leve pode sair mais barato do que modelos avançados (Foto: Divulgação/Lenovo)Investir em um notebook mais compacto e leve pode sair mais barato (Foto: Divulgação/Lenovo)

Como comprar um HD compatível com a placa-mãe? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.