Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O GameCube completou 15 anos desde o lançamento em 2001 e, apesar de não ter sido um console de muito sucesso da Nintendo, teve seus pontos altos com jogos épicos e sementes que viriam a dar fruto no sucessor Nintendo Wii. Relembre alguns dos momentos mais marcantes da trajetória do GameCube.

Super Nintendo completa 25 anos; relembre momentos marcantes do console

Um lançamento sem Mario (2001)

Lançado em 2001, o GameCube foi o primeiro console da Nintendo a ser lançado sem um game do Super Mario, já que a produção de Super Mario Sunshine ainda precisava de mais tempo. Para compensar a ausência, o irmão Luigi ganhou seu próprio game: Luigi’s Mansion, que teve uma boa aceitação do público.

Luigis Mansion marcou o lançamento do GameCube como o primeiro console Nintendo a chegar sem um game de Mario (Foto: Reprodução/YouTube)Luigi's Mansion marcou o lançamento do GameCube como o primeiro console Nintendo a chegar sem um game de Mario (Foto: Reprodução/YouTube)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

A chegada de Super Smash Bros. Melee (2001)

Apesar de ter bons jogos de lançamento, o game que realmente catapultou o GameCube foi Super Smash Bros. Melee, o qual chegou em menos de um mês após o console. Muito da fama da série Super Smash Bros. se deve a este capítulo do GameCube, que a consolidou após o primeiro game no Nintendo 64 com modos incríveis e um elenco ainda mais extenso de personagens da Nintendo.

O sucesso de Super Smash Bros. Melee acompanhou o GameCube durante toda a sua vida útil (Foto: Reprodução/Vice)O sucesso de Super Smash Bros. Melee acompanhou o GameCube durante toda a sua vida útil (Foto: Reprodução/Vice)

Um Zelda em desenho animado (2000-2003)

A saga The Legend of Zelda teve uma trajetória estranha no GameCube, pois, na revelação do console em 2000, foi mostrado uma demo de uma luta entre o herói Link e o vilão Ganondorf com belos gráficos para a época. Porém, em 2001, a Nintendo exibiu um estilo artístico completamente diferente, que deixava o game com aparência de desenho animado, chamado The Legend of Zelda: The Wind Waker.

The Legend of Zelda: The Wind Waker trouxe um novo estilo para a série no GameCube (Foto: Reprodução/Wallpaper Abyss)The Legend of Zelda: The Wind Waker trouxe um novo estilo para a série no GameCube (Foto: Reprodução/Wallpaper Abyss)

A mudança dividiu fãs e quando o game foi lançado em 2003 a recepção também foi polêmica. Alguns o aclamaram pela profunda história e bela arte, mas outros ficaram desapontados por ele trazer um oceano difícil de se atravessar e monótono quando comparado ao Hyrule Field de The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

Exclusividade de Resident Evil (2002)

Uma das maiores cartadas da Nintendo para o GameCube foi "roubar" a série Resident Evil das plataformas PlayStation com um acordo de exclusividade com a Capcom. Isso garantiu ao console um incrível remake do Resident Evil original com muitas novidades, um novo capítulo chamado Resident Evil 0 e o clássico Resident Evil 4 que mudou a direção da franquia.

O remake de Resident Evil no GameCube surpreendeu com gráficos incríveis e muitas novidades (Foto: Reprodução/GameSpot)O remake de Resident Evil no GameCube surpreendeu com gráficos incríveis e muitas novidades (Foto: Reprodução/GameSpot)

No entanto, a exclusividade foi quebrada e Resident Evil 4 chegou, também, ao PlayStation 2. O remake do primeiro Resident Evil e Resident Evil 0 permaneceram exclusivos por muitos anos e apenas recentemente foram relançados para plataformas atuais como o PS4, Xbox One e PC.

A renovação de Metroid (2002)

Apesar de muito ter sido falado pela Nintendo sobre um novo Metroid no Nintendo 64, a franquia não deu as caras no console e só voltou a aparecer no GameCube. Revelado como um jogo de FPS em 2000, a mudança preocupou os fãs assim como em The Legend of Zelda: The Wind Waker, porém o desenvolvimento na mão da Retro Studios excedeu todas as expectativas. Batizado de Metroid Prime, o jogo se tornou um dos maiores clássicos do GameCube e um dos mais populares de toda a franquia.

Metroid Prime trouxe a evolução da franquia no GameCube como um jogo em primeira pessoa (Foto: Reprodução/Pure Nintendo)Metroid Prime trouxe a evolução da franquia no GameCube como um jogo em primeira pessoa (Foto: Reprodução/Pure Nintendo)

O turbo de Mario Kart sobre o PlayStation 2 (2003)

Após a criação da série no Super Nintendo e um bom game multiplayer no Nintendo 64, foi no GameCube que Mario Kart: Double Dash!! estabeleceu a franquia como um fenômeno de vendas. O game trazia corridas em dupla e suporte a rede para ligar mais de um GameCube em conjunto para corridas de até 16 jogadores. Aliado a um corte de preço do console, Mario Kart fez o GameCube superar o fenômeno PlayStation 2 em vendas, mesmo que por apenas um mês.

Mario Kart: Double Dash!! foi um dos maiores sucessos do GameCube (Foto: Reproduçao/The Next Level)Mario Kart: Double Dash!! foi um dos maiores sucessos do GameCube (Foto: Reproduçao/The Next Level)

O remake de Metal Gear Solid (2004)

Uma das maiores surpresas da Nintendo em 2003 para combater a queda do GameCube no mercado foi o anúncio de um remake de Metal Gear Solid do PlayStation One. O novo game ficaria a cargo da Silicon Knights, criadores de Eternal Darkness, com supervisão de Hideo Kojima, criador da série.

Metal Gear Solid: The Twin Snakes trouxe o clássico do PlayStation One com extras para o GameCube (Foto: Reprodução/YouTube)Metal Gear Solid: The Twin Snakes trouxe o clássico do PlayStation One com extras para o GameCube (Foto: Reprodução/YouTube)

Chamado de Metal Gear Solid: The Twin Snakes, a jogabilidade adicionava novidades apresentadas em Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty e cenas de ação que alguns fãs consideraram exageradas. No entanto, essas foram aprovadas pelo próprio Hideo Kojima.

Final Fantasy restaura uma ponte queimada (2004)

Entre o Super Nintendo e o Nintendo 64, a Nintendo e a Square Enix tiveram um desentendimento que fez com que a gigante dos RPGs se mudasse para as plataformas PlayStation e levasse suas maiores séries, como Final Fantasy. Originalmente Final Fantasy 7 estava em desenvolvimento para plataformas Nintendo em 1994, mas foi movido para o PlayStation One.

Final Fantasy: Crystal Chronicles do GameCube restabeleceu as relações entre Nintendo e Square Enix (Foto: Reprodução/IGN)Final Fantasy: Crystal Chronicles do GameCube restabeleceu as relações entre Nintendo e Square Enix (Foto: Reprodução/IGN)

Aproximadamente 10 anos depois, Nintendo e Square Enix restabeleceram contato para um jogo exclusivo para GameCube, chamado Final Fantasy Crystal Chronicles. O game não era um RPG tão profundo quanto os da série principal, mas iniciou um diálogo que o levou a mais projetos entre as empresas japonesas.

Empréstimo de personagens (2002-2005)

Em 2002 a Bandai Namco lançou o game de luta Soul Calibur para PlayStation 2, GameCube e Xbox, cada versão com um personagem convidado. No GameCube, a Nintendo emprestou Link de The Legend of Zelda, o qual levou a versão a ser a mais vendida das três. Talvez inspirada por essa ideia, a empresa resolveu emprestar franquias completas para outras produtoras.

F-Zero GX da Sega levou a série ao seu ápice no GameCube (Foto: Reprodução/Plastic Pals)F-Zero GX da Sega levou a série ao seu ápice no GameCube (Foto: Reprodução/Plastic Pals)

A Sega ficou com F-Zero GX, até hoje lembrado como o melhor game da série, enquanto a Bandai Namco com Star Fox Assault, um game que não agradou muito aos fãs, mas ainda trouxe uma boa aventura para a franquia. E a turma de Mario fez participações especiais em NBA Street V3 e SSX on Tour.

A chave de ouro de The Legend of Zelda (2006)

Na E3 2004, a Nintendo revelou um novo The Legend of Zelda, o qual retornou ao estilo mais sério da franquia em contraste ao visual de desenho animado do anterior. O game viria a ser a chave de ouro que encerraria o GameCube, porém com lançamento simultâneo com o Nintendo Wii.

The Legend of Zelda: Twilight Princess foi um grande sucesso no GameCube e um grande título de estreia no Nintendo Wii (Foto: Reprodução/Engadget)The Legend of Zelda: Twilight Princess foi um grande sucesso no GameCube e um grande título de estreia no Nintendo Wii (Foto: Reprodução/Engadget)

The Legend of Zelda: Twilight Princess foi um jogo bastante aclamado no GameCube, mas seu maior sucesso foi no Nintendo Wii, com os controles de movimento que conquistaram o público na época. Ele foi um dos últimos games lançados no console e encerrou sua vida útil em grande estilo.

Você ainda joga games retrô nos consoles? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.