Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Xbox One S é a nova versão do console de oitava geração da Microsoft. Com visual renovado para se adequar a ambientes menores, a plataforma também conta com hardware revisado – ainda que sejam melhorias sutis – e ajustes pontuais no controle. Confira o teste do videogame:

Confira a análise de Forza Horizon 3

Renovação estética bem-vinda

Disponível originalmente na cor branca – e em versões de 2TB, 1TB e 500GB –, o Xbox One S causa uma ótima impressão inicial. Em comparação ao modelo anterior, ele é 40% menor e, consequentemente, mais leve. A fonte externa, que antes preenchia um espaço considerável na mesa dos jogadores, não é mais um problema, já que foi inserida como componente interno – há apenas um discreto cabo de força na caixa.

Xbox One S: confira as impressões do novo console (Foto: Victor Teixeira/TechTudo)Xbox One S: confira as impressões do novo console (Foto: Victor Teixeira/TechTudo)

A tampa espelhada na parte superior foi substituída por uma superfície mais áspera, concebida justamente para evitar que riscos fiquem expostos. A cor branca também contribui bastante para esconder imperfeições, o que garante a aparência de console novo mesmo após meses de uso.

Se os botões de ligar e ejetar mídia eram tidos como um dos pontos negativos do Xbox One, visto que era comum pressioná-los acidentalmente, no Xbox One S essa questão está resolvida. Agora, os botões são físicos, portanto eles não ligam com leves toques; é preciso apertá-los com vontade para iniciar o comando.

Outro aspecto a ser ressaltado é a ventilação do console. Diferentemente do Xbox One, cujo processo de instalação emite ruídos indesejados, a nova plataforma é extremamente silenciosa, tanto com o disco rodando durante o gameplay quanto na etapa de armazenamento do jogo no HD.

Xbox One S é 40% menor em comparação à versão anterior (Foto: Victor Teixeira/TechTudo)Xbox One S é 40% menor em comparação à versão anterior (Foto: Victor Teixeira/TechTudo)

Além disso, o resfriamento do console é exemplar. Seja com o jogo em execução, aplicativos de streaming abertos ou em modo de repouso, o One S se mantém devidamente resfriado a uma temperatura estável o tempo todo. Em muitos casos, o console até aparenta estar desligado por conta dos componentes de ventilação muito bem alocados internamente.

Na parte de saídas para componentes internos, a ausência sentida é a da porta direcionada ao Kinect. Agora, para conectar o sensor de movimento da Microsoft, é necessário adquirir um adaptador vendido separadamente em lojas oficiais da empresa.

Hardware sutilmente melhorado

Antes de destacar as mudanças sutis de hardware, é válido salientar que todos os jogos de Xbox One rodam na versão menor, incluindo a biblioteca completa de títulos da geração anterior, jogáveis via recurso de retrocompatibilidade.

O console também conta com suporte nativo (a entrada HDMI agora é 2.0) ao almejado recurso visual dos videogames: o HDR, que serve para ampliar o alcance dinâmico da imagem, o que faz com que cores mais escuras e claras fiquem equilibradas e naturais.

Xbox One S: o modelo branco é o padrão do console slim (Foto: Victor Teixeira/TechTudo )Xbox One S: o modelo branco é o padrão do console slim (Foto: Victor Teixeira/TechTudo )

Na prática, o HDR nos jogos faz diferença, especialmente para quem sempre fica de olho nos detalhes gráficos, uma vez que as cores ficam bem distribuídas na tela como um todo.

Novamente em relação ao suporte 4K, o Xbox One S é capaz de rodar discos Blu-ray em resolução mais alta, bem como conteúdo de aplicativos de streaming em qualidade superior. Embora não consiga rodar jogos nativos em 4K, o console faz, sim, upscale à resolução mais alta, caso a sua televisão seja compatível com a tecnologia.

Isso significa que, visualmente, a imagem fica mais nítida, mas não como em um PC de alto desempenho, por exemplo, concebido para executar games em 4K nativamente. O desempenho gráfico elevado e de performance, são justificados pela atualização de hardware, que agora tem 1.4 teraflops – contra 1.31 do Xbox One original – e GPU de 914MHz.

Xbox One S: suporte a conteúdo 4K é uma das novidades (Foto: Victor Teixeira/TechTudo )Xbox One S: suporte a conteúdo 4K é uma das novidades (Foto: Victor Teixeira/TechTudo )

Em busca do controle perfeito

O controle, embora seja essencialmente o mesmo no design, conta com boas novidades, como a entrada padrão de fone de ouvido – sim, você é capaz de conectar qualquer componente de áudio ao joystick – grips para garantir mais firmeza e tecnologia Bluetooth.

A parte traseira do controle sem fio possui um acabamento com textura, que faz com que o controle fique mais firme e confortável nas mãos. Todavia, o compartimento de bateria continua reservado às pilhas.

Conclusão

O Xbox One S é, sem dúvidas, o console mais caprichado da Microsoft considerando tudo que já foi lançado pela empresa. Com design atraente e aprimoramentos pontuais, o novo console pode não justificar a aquisição se você já tem o modelo original do Xbox One. Contudo, caso você esteja cogitando entrar de vez para a família Xbox, eis a sua melhor opção.

Quais as diferenças entre Xbox One e Xbox One S? Comente no Fórum do TechTudo!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.