Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Xperia C é um smartphone dual-chip da Sony que atrai usuários em busca de uma experiência consistente de software e câmera para um aparelho vendido na casa dos R$ 700. Mas, sendo ele um dispositivo intermediário, não levou prioridade na hora de receber atualizações e, hoje, ainda equipa o mesmo Android 4.2 (JellyBean) instalado de fábrica. A boa notícia é que há maneiras não-oficiais de baixar um sistema mais moderno no celular, que funcionam bem. Veja os prós e contras do procedimento.

Veja se vale a pena ‘forçar’ a atualização do Android no Galaxy Ace

Xperia C (Foto: Divulgação)Instalar o Android Lollipop ou o KitKat no Xperia C vale a pena? Confira os prós e contras (Foto: Divulgação)

Instalar um sistema mais moderno no seu Xperia C significa usar uma ROM customizada. Se você nunca ouviu falar nisso, é provável que o processo de instalação se mostre complicado demais – o mesmo vale para fazer root, aplicar uma recuperação customizada e realizar backup da imagem do aparelho. A primeira dica, portanto, é se familiarizar com isso tudo antes de entrar no mundo do XDA Developers.

É nesse fórum especializado onde estão todas as informações que você precisa, incluindo os arquivos de instalação do sistema customizado. No caso do Xperia C, há  somente uma ROM testada o suficiente para não oferecer riscos ao usuário e que entrega o Android 4.4 (KitKat). Mas, há sempre pontos positivos e negativos a se considerar.

Prós

Com um sistema baseado no KitKat, o usuário poderá aproveitar aplicativos na Google Play disponíveis só para essa versão do sistema, além de uma gestão de memória RAM melhor para abrir vários aplicativos ao mesmo tempo. As mudanças visuais são pequenas, portanto não condicione a sua escolha a aspectos meramente estéticos.

Há ainda uma grande vantagem dessa ROM KitKat para Xperia C frente a outras mais famosas disponíveis para diferentes smartphones, como a CyanogenMod: no lugar do Android puro, o sistema alternativo traz a interface já conhecida da Sony, incluindo suporte completo à Bravia Engine e ao Modo Stamina, por exemplo. Há ainda algumas funções extras, como acesso ao botão de energia pela barra de navegação no touchscreen.

Xperia C tem uma ótima tela (Foto: Divulgação/Sony) (Foto: Xperia C tem uma ótima tela (Foto: Divulgação/Sony))O Xperia C vem com o sistema Android 4.2 (JellyBean) de fábrica (Foto: Divulgação/Sony)

Contras

Os pontos negativos giram principalmente em torno de possíveis bugs. Embora esse sistema tenha se mostrado estável, a possibilidade de ele apresentar problemas uma vez ou outra é alta. Além disso, há sempre questões de segurança a se considerar: como não há uma organização confiável como a Cyanogen por trás do projeto, é preciso ficar atento às modificações feitas pelo desenvolvedor para não cair em armadilhas.

Vale a pena migrar do Android para o Windows Phone? Comente no Fórum do TechTudo

Outra desvantagem fica por conta da garantia de fábrica, que é anulada quando um sistema não-oficial é instalado no aparelho. Portanto, verifique a data da compra do seu Xperia C antes de prosseguir com a instalação de uma ROM de terceiros. Mas, não se preocupe com sanções judiciais: ao contrário do Windows, que sempre é pirata quando não é adquirido diretamente da Microsoft ou da fabricante do computador, as ROMs para Android disponibilizadas no fórum XDA são de uso livre.

No fim das contas, instalar o Kitkat de forma alternativa em um Xperia C não traz tantas vantagens assim, deixando a tarefa mais afeita a quem já está acostumado a se aventurar pelo universo das ROMs customizadas e quer experimentar algo diferente no aparelho. De qualquer modo, vale ficar atento para o surgimento de uma versão baseada no Android 5.0 (Lollipop), que é a mais inovadora desde a 4.0 (Ice Cream Sandwich) – aí, sim, valerá a pena mudar o sistema para melhorar a experiência de uso do smartphone.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.