Um estudo feito pelo time de engenheiros da Microsoft aponta que o sistema de reconhecimento de voz da desenvolvedora evoluiu tanto que se tornou parecido com o de seres humanos. Para chegar a esta conclusão, a pesquisa analisou dados de sistemas de transcrição da própria Microsoft que são feitas por pessoas e comparou a taxa de erros com as obtidas pela tecnologia, quando aplicados aos mesmos testes.
Microsoft lança build 14931 do Windows 10 com SMS no Skype Este processo é feito em duas etapas: uma pessoa escutando e escrevendo o áudio e outra repetindo o processo apenas buscando erros no primeiro relatório.
Melhoras na tecnologia garantem que assistentes como a Cortana possam se comunicar melhor com usuários (Foto: Divulgação/Microsoft)
Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular
O sistema foi submetido a um teste de transcrição chamado NIST 2000 CTS, que resulta em pequenas sentenças ou fragmentos de sentenças. As mesmas condições foram aplicadas à tecnologia de reconhecimento de voz e ambas resultaram em taxas que variam entre 5% e 11%. Esta é a primeira vez que uma tecnologia atinge níveis de paridade com humanos. “A chave para a nossa performance é o uso sistemático de redes neurais, combinados com métodos de detecção espacial e treinamento acústico”, afirma o estudo realizado pelos engenheiros. As redes neurais são usadas para armazenar grandes quantidades de dados que ajudam os sistemas a reconhecer padrões. Além di...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.