Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Ashes of Ariandel é o primeiro conteúdo adicional de Dark Souls 3, o cultuado RPG de ação do estúdio japonês From Software. Disponível para PS4, Xbox One e PC, o DLC pago traz novas áreas, armas e inimigos para complementar a campanha original. Confira as novidades:

Confira o review completo de Dark Souls 3

O DLC expande o contexto da história e a aventura inicia na fogueira da Capela Purificadora, na Catedral das Profundezas. A partir daí, o protagonista recebe um chamado para visitar o distante território de Ariandel – para os fãs mais antigos, há referências a Ariamis, do primeiro Dark Souls –, em Lothric, um extenso ambiente coberto de neve e repleto de criaturas hostis.

Dark Souls 3: Ashes of Ariandel: confira as novidades (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Dark Souls 3: Ashes of Ariandel: confira as novidades (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Como de praxe na franquia, há poucas informações sobre o que realmente está acontecendo nas montanhas gélidas. O que se sabe até então é que a espera de um combatente do Santuário Cinéreo era aguardada pelos moradores da região, ou seja, o fogo era esperado.

Logo nos primeiros minutos, é possível notar que o ambiente explorável é vasto. Com névoa e neblina para limitar o campo de visão do jogador, Ariandel é um campo aberto, com diversos caminhos a serem seguidos e dezenas de segredos e passagens secretas. Além de grandes cavaleiros munidos de armas colossais, o território é protegido por lobos sedentos por sangue, aves híbridas e mutações deformadas.

Em comparação aos inimigos do jogo original, o DLC apresenta uma variedade maior de criaturas, mesmo que não sejam necessariamente novas. Algumas delas, inclusive, parecem ter saído de Bloodborne, graças aos design grotesco.

Felizmente, as criaturas rivais estão mais mortais. Prepare-se para encontrar seres com ataques devastadores e poderes elementais incontroláveis. Se Dark Souls 3 deixa a desejar no quesito desafio depois da primeira jogatina, Ashes of Ariandel eleva o terceiro episódio para um novo patamar de dificuldade.

Os chefes também dão um show à parte no quesito visual, no entanto, o mesmo capricho não se traduz nos padrões de ataque, que são semelhantes entre os chefes. Isso significa que você pode exterminar os inimigos principais com a mesma estratégia, ainda que não seja uma tarefa fácil.

O cenário, por sua vez, é traiçoeiro, com armadilhas estrategicamente alocadas e objetos que dificultam o progresso. A sensação de estar perdido é constante, uma vez que há poucas fogueiras à disposição e todas elas são distantes umas das outras.É importante ressaltar que Ashes of Ariandel exige um personagem com, no mínimo, level 80. Caso contrário, os inimigos ficam mais difíceis, e você pode morrer com facilidade ao absorver um ou dois ataques certeiros. Dependendo do nível de habilidade do jogador, é possível finalizar a trama em seis horas.

Por fim, a grande novidade é a arena com novas opções para o modo multijogador. Agora, você pode montar equipes e confrontar outros guerreiros online. Também é permitido jogar sozinho contra todos em um modo bem parecido ao Free for All, que já é padrão em jogos de tiro. 

Dark Souls 3: primeira expansão traz novas armas e inimigos (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)Dark Souls 3: primeira expansão traz novas armas e inimigos (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Conclusão

Ashes of Ariandel tem tudo que um ótimo DLC da série Souls precisa ter: chefes memoráveis, dificuldade acima da média, novas áreas, inimigos e uma trama complementar. O único porém, no entanto, fica por conta do conteúdo um pouco limitado demais, que torna a primeira expansão de Dark Souls 3 uma das mais curtas de toda a franquia.

Você acha que Dark Souls é difícil demais? Comente no Fórum do TechTudo.

    Sobre Gerência Imóveis

    Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.