Workstations, PCs e Macs são termos comuns atualmente, mas você conhece bem cada um deles? Sabe a diferença que existe entre esses tipos de computadores? Para esclarecer as tecnologias e acabar com as suas dúvidas o TechTudo preparou um texto especial que explica para você nos mínimos detalhes. Acompanhe.

O que são workstations? Saiba como funcionam esses supercomputadores

Conheça um pouco mais sobre Workstations PC´s e MAC´s (Foto: Arte/TechTudo)

Muito mais que uma categorização de arquitetura, Workstation, PC e MAC são definições de equipamentos usados por diferentes áreas e pessoas. Enquanto a primeira opção se restringe a alguns poucos mercados, PCs estão em toda parte e Macs (ainda que lentamente) ganham mais espaço a cada dia.

Apesar dessa diferença de uso, esses três tipos de computadores não são concorrentes diretos, pois possuem aplicações e usuários bem diferentes e no caso do MAC, usuários bem fiéis. Para entender melhor, vamos conhecer cada um deles mais de perto.

Workstation

Modelos de Workstations da HP lançados no Brasil (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

Embora atualmente o termo Workstation também seja utilizado para citar um PC desktop dentro de uma rede, originalmente, o nome refere-se a um computador dedicado a uma determinada atividade, como edição ou processamento de imagem, som, vídeo, software de desenho CAD/3D. Inclusive, esse tipo de equipamento tem sido muito utilizado para fazer efeitos visuais de filmes como Jurassic Park e animações, como Shrek e Kaena.

Qual é o melhor Windows de todos os tempos? Comente no Fórum do TechTudo.

Assim, uma Workstation, ou estação de trabalho, é um microcomputador high-end de altíssimo desempenho concebido para ser usado em aplicações técnicas ou científicas. Elas oferecem um melhor desempenho do que os computadores desktop, especialmente com relação a CPU e gráficos, capacidade de memória e consequentemente, capacidade de multitarefa.

Normalmente, esse tipo de equipamento é otimizado para a manipulação e visualização de diferentes tipos de dados complexos, como animação e renderização de imagens e gráficos matemáticos, desenho mecânico 3D e simulação de engenharia. 

PC

Exemplo de um PC desktop (Foto: Divulgação/Dell)

PC, ou Personal Computer, é o nome de um padrão de hardware criado pela IBM na década de 80, mas especificamente em 12 de Agosto de 1981. Entretanto, a expressão já era usada antes de 1981, e em 1972 foi foi usada para caracterizar o Alto do Xerox PARC.  Mas com o sucesso do IBM PC, o termo que era genérico passou a ser usado para referir-se um microcomputador compatível com a especificação da IBM.

Os PC´s são bastante populares, principalmente por serem um padrão aberto em que diferentes empresas podem produzir o hardware. Eles compõem boa parte dos atuais computadores usados em empresas e casas.

Como qualquer computador, um PC é composto de um gabinete que contém uma placa de circuito impresso, denominada placa-mãe, que comporta a o processador e as memórias, e possui um barramento com “slots” para expansão através de placas acopláveis. O hardware é completado por periféricos comuns a outros tipos de computadores como o teclado, monitor, mouse, impressora e tantos

... outros.

Os PC´s atuais possuem muitas funcionalidades embutidas na placa mãe, como a placa de vídeo, som e rede, mas ainda mantêm a opção de adicionar placas para expandir sua utilização. Essa talvez seja a característica mais importante desse tipo de equipamento.

No software o PC é predominantemente vendido com o sistema operacional da Microsoft, o Windows (e antigamente, o MS-DOS). Contudo, ele não está preso a esse sistema e fabricantes já entregam o computador com alguma versão do Linux ou outro sistema especifico, por conta de alguma aplicação ou mesmo pelo custo da instalação do Windows.

Mac

Macs costumam ter usuários fiéis, apesar de preços alto (Foto: Divulgação/Apple)

O termo MAC é genérico e cobre todos os computadores desktop, notebooks e servidores da Apple. A principal característica desses equipamentos é que eles são fabricados apenas pela empresa e utilizam um sistema operacional da própria Apple.

Antigamente, os MAC´s se diferenciavam dos PC´s por usarem processadores diferentes. Mas atualmente eles usam os processadores da Intel, assim como boa parte dos PC´s. Nesse novo cenário, o grande diferencial passou a ser apenas a interface do sistema e otimização dele em torno do hardware. Isso porque sistema operacional da Apple, o OS X, é altamente otimizado para o hardware. O resultado disso, é um desempenho acima da média, se comparado ao mesmo conjunto de hardware equivalente  em PC.

Diferentes modelos de MAC (Foto: Divulgação/Apple)

O MAC tem algumas características própria que o diferenciam dos PC´s. Por exemplo, a disposição do teclado utilizado é um pouco diferente e consequentemente, o padrão de combinações de teclas para determinadas em comum (copiar, colar, fechar janelas e etc.).

Ignorando esses detalhes, todo o resto não é tão diferente. No sistema operacional, a metáfora de uma “área de trabalho”, gerenciador de arquivos, pastas e tudo mais é bem parecido com o que é encontrado e outros sistemas para desktop. Apesar disso, permanece o fato de que o equipamento só pode ser produzido pela Apple, o que o torna bastante caro..

Concluindo

Como é possível ver, apesar das semelhanças e até confusão nas denominações, Workstations, PC´s e MAC´s são bem diferentes. Cada um deles tem uma função, aplicabilidade e preços diferentes. Cabe ao usuário escolher a melhor opção de acordo com a sua necessidade.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.