Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Usar o Gmail para e-mail, o Chrome para navegação na Web e o Android como sistema operacional móvel, significa que o usuário está utilizando o Google para quase tudo o que faz. Avaliando a quantidade de informações que são armazenadas e salvas pela plataforma, os seus dados estão seguros? 

Como mudar a sua senha do Google

Se alguém invadir a sua conta Google significa ter acesso a extratos bancários no Gmail, arquivos pessoais no Google Drive, fotos armazenadas no Google Fotos, logs de bate-papo do Hangouts e muito mais. É assustador, certo? Mas, para manter sua conta segura e longe de invasores, basta seguir os procedimentos abaixo.

Google (Foto: Google)Como proteger sua conta Google (Foto: Caio Bersot/TechTudo)

Fazendo uma verificação de segurança na conta Google

Garanta a segurnaça de sua conta Google tendo a certeza de que está bem ajustada na questão da segurança. Para isso, faça uma "verificação de segurança".

Passo 1. Acesse a página “Login e segurança” (google.com/security) da sua conta e clique na opção “Primeiros passos” que fica abaixo de “Verificação de segurança";

Iniciando uma verificação de segurança na conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Iniciando uma verificação de segurança na conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 2. Quando acessar a “Verificação de segurança”, você será direcionado para um formulário multi-seção, onde irá rever e confirmar algumas informações pessoais. 

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

1. Definindo um telefone e e-mail de recuperação

A primeira opção da verificação é simples: confirme seu número de telefone e endereço de e-mail de recuperação. Se você ficar bloqueado fora de sua conta do Google, vai querer certificar-se de que este material está correto.

Além disso, você receberá um e-mail na sua conta de recuperação sempre que sua conta principal for conectada em um novo local. Em seguida, só precisa conferir as informações. Se desejar modificar algo, clique em “Editar” depois da informação. No final, clique no botão “Concluído”.

Verificando as informações de recuperação da conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Verificando as informações de recuperação da conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

2. Consultando os eventos de segurança recentes

Agora é hora de verificar os eventos de segurança recentes. Se você não fez nenhuma alteração relacionada à segurança ultimamente, então terá algo registrado nessa tela. Mas se houver algo e você não fez nenhuma alteração, é bom observar melhor, pois isso pode ser indicativo de algum tipo de atividade suspeita em sua conta.

Se algo estiver listado aqui, você pode descobrir o que é clicando na seta ao lado da data e hora do evento. Depois de verificar tudo, dê um “clique” no botão “Tudo certo”.

Consultando os eventos de segurança recentes (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Consultando os eventos de segurança recentes (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

3. Revisando quais outros dispositivos estão conectados à sua conta

A próxima seção pode ou não levar algum tempo, isso dependerá de quantos dispositivos você já conectou à sua conta Google. Se você não possui ou não usa um dispositivo específico, não há razão para ter acesso à sua conta.

Também vale a pena notar que se você usou um dispositivo recentemente, a hora, data e local aparecerão ao lado do nome. Para obter mais informações sobre dispositivos específicos, clique na seta que fica no final da linha.

Consultando os dispositivos conectados na Conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Consultando os dispositivos conectados na Conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Novos dispositivos também serão destacados nessa listagem. Por isso, se você não reconhecer algum, alguém pode estar tendo acesso à sua conta. Novamente, se tudo estiver bem, dê um “clique” no botão “Tudo certo”.

Consultando os acesso de um dispositivo conectado na Conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Consultando os acesso de um dispositivo conectado na Conta Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

4. Removendo aplicativos que têm permissão para acessar sua conta

A próxima seção da verificação também é muito importante: Permissões de Conta. Basicamente, isso é tudo o que tem acesso à sua Conta do Google – qualquer dispositivo que você fez logon no Gmail ou outras permissões concedidas usando sua conta.

A lista não irá mostrar apenas o que o aplicativo ou dispositivo é, mas exatamente o que tem acesso. Se não se lembrar de conceder acesso a alguma coisa (ou simplesmente não utiliza mais a aplicação ou dispositivo em questão), clique no botão “Remover” para revogar o acesso à sua conta.

Gmail ou Outlook, qual o melhor e-mail? Comente no Fórum do Techtudo.

Se for algo que você realmente usa e remover acidentalmente, terá que voltar a conceder o acesso na próxima vez que fizer o login com o app ou dispositivo. Quando terminar, dê um “clique” no botão “Concluído”.

Conferindo e removendo aplicativos com permissão para acessar sua conta (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Conferindo e removendo aplicativos com permissão para acessar sua conta (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

5. Use uma senha forte e a verificação em duas etapas

Terminada a verificação, revise a sua senha e ative a verificação em duas etapas.

Acesse as configurações de segurança da conta Google e mude sua senha. É recomendável usar algum tipo de gerador de senhas e gerenciador para obter as senhas mais fortes possíveis. 

Uma vez que você tenha uma senha forte, é hora de configurar a autenticação em duas etapas – conhecida como autenticação de dois fatores ou “2FA”. Isso significa que precisa de duas coisas para entrar em sua conta: sua senha e uma segunda forma de autenticação.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.