Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Mais de um milhão de contas do Google foram invadidas por hackers, por causa de um problema no sistema Android. Segundo a empresa de segurança digital Checkpoint, dispositivos com as versões Android 4.2, Android 4.3, Android 4.4 KitKat e Android 5.0 Lollipop estão vulneráveis à ameaça Gooligan, responsável por cerca de 13 mil novas infecções por dia. O problema é causado por um malware que se espalha por apps na plataforma.

O Gooligan infecta aparelhos por meio de aplicativos falsos, aparentemente inofensivos. Inicialmente encontrados na Google Play Store, esses apps já foram removidos pelo Google, mas continuam disponíveis na web. Uma vez instalados, eles são responsáveis por abrir caminho para vazamento de dados dos usuários.

Melhores antivírus para celulares Android

Apps comprados na Google Play poderão ser compartilhados por até seis pessoas (Foto: Marlon Câmara/TechTudo) (Foto: Apps comprados na Google Play poderão ser compartilhados por até seis pessoas (Foto: Marlon Câmara/TechTudo))O malware Gooligan infecta celulares com sistema Android por meio de aplicativos falsos (Foto: Marlon Câmara/TechTudo)

O vírus consegue roubar dados da conta Google e ter acesso irrestrito ao Google Play, Gmail, Google Fotos, Google Docs, G Suite, Google Drive e outros serviços embarcados no Android. Além disso, os apps maliciosos servem para gerar receita para os hackers.

Os dispositivos infectados aumentam a reputação de apps na Play Store com avaliações de cinco estrelas, e clicam forçadamente em banners de anúncios. Portanto, as vítimas perdem seus dados e ainda contribuem para que os criminosos obtenham lucro diretamente do Google.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Como identificar e se proteger

Para saber se o seu smartphone já está infectado, é importante saber se há consumo excessivo de bateria sem motivo aparente. Além de gastar mais energia que o normal, o malware Gooligan pode prejudicar o desempenho do dispositivo com muitos cliques em propaganda na web.

Para evitar infecção, não instale aplicativos disponibilizados fora da Google Play Store. Como a gigante das buscas já removeu os apps maliciosos da loja oficial, o perigo reside somente em sites independentes. Mas, se você acha que já está comprometido, siga o passo a passo para se livrar do problema.

Passo 1. Acesse as configurações do seu Android e acesse o menu “Fazer backup e redefinir”. Dependendo do aparelho, o nome da seção pode ser também “Cópia de segurança e restauração”. Em seguida, procure a opção “Restaurar o padrão de fábrica”.

Acesse as configurações de restauração do seu Android (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Acesse as configurações de restauração do seu Android (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Passo 2. Zere o dispositivo e apague os dados da memória para se livrar do malware. O smartphone será reinicializado e você deverá configurá-lo como novo.

Apague os dados do aparelho e resete (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Apague os dados do aparelho e resete (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Passo 3. Por fim, altere sua senha do Google para impedir que hackers tomem controle do seu Android novamente.

Altere sua senha do Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)Altere sua senha do Google (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Como excluir o histórico de pesquisa do Google Play no celular? Descubra no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.