Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Facebook anunciou, na última sexta-feira (9), um pacote de correções de métricas para conteúdo na plataforma. Os reparos vão resolver um problema de contadores errados em dados de vídeos ao vivo, alcance de anúncios e busca de URLs pelo celular. A tendência é de que, com a atualização, a rede social passe a apresentar métricas mais realistas sobre seus usuários.

Teste no Facebook transforma comentários do mesmo assunto em bate-papo

As mudanças prometem melhorar o cálculo das métricas no Facebook, mas devem causar certo transtorno inicial para as contas habituadas com os números anteriores. Esta não é a primeira vez que a empresa divulga correções em métricas que impactam diretamente quem trabalha com análise de dados. Em agosto, a rede social reparou um erro na contagem de visualizações de vídeos.

Métricas de post patrocinados são corrigidas pelo Facebook (Divulgação/Facebook)Métricas de post patrocinados são corrigidas pelo Facebook (Divulgação/Facebook)


Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Métrica de Posts Patrocinados

Uma das principais alterações no sistema de métricas do Facebook foi o alcance estimado de posts patrocinados. Com isso, ao publicar uma propaganda na página, a rede social vai informar a estimativa de alcance total e diária das publicações, o que deve deixar os cálculos mais precisos.

De acordo com o Facebook, isso vai alterar em 10% – para cima ou para baixo – as previsões de alcance. No entanto, a correção não vai mudar as métricas de post anteriores, feitos antes da mudança.

Como descobrir quem te visitou no Facebook? Descubra no fórum TechTudo.

Vídeos ao Vivo

Outra grande correção ocorreu na interação com vídeos ao vivo. Com as novas métricas, as reações no post original poderão aumentar em até 500%, enquanto as reações no post compartilhado podem cair em 25%. Isso acontece porque o Facebook percebeu um desvio na contagem.

Depois da primeira reação de um usuário em um vídeo, todas as outras eram contadas como “reações no post compartilhado”, o que resultava em números equivocados sobre a quantidade de interações em cada canal — no próprio vídeo original e nas publicações que o compartilharam. O erro não alterava o número total de reações, mas não detalhava o destino de cada uma.

Métricas de vídeos ao vivo são alteradas na rede social (Divulgação/Facebook)Métricas de vídeos ao vivo são alteradas na rede social (Divulgação/Facebook)

App do Facebook para celular

A terceira correção é específica para o aplicativo para celular. Ao colar uma URL na caixa de buscas do Facebook, os usuários tinham como saber quantas curtidas aquele link teve na rede social, o número de compartilhamentos e os comentários relacionados à URL.

Mas essas métricas não eram realistas, exibindo números maiores ou menores. Por isso, a empresa está trabalhando para atualizar os dados o quanto antes, mas não há data definida ainda.

Buscas com URL no Facebook serão corrigidas (Divulgação/Facebook)Buscas com URL no Facebook serão corrigidas (Divulgação/Facebook)

As outras correções devem chegar para as pessoas em meados de dezembro, segundo o post no blog oficial do Facebook. A princípio, os reparos devem afetar, principalmente, anunciantes frequentes e produtores de conteúdo, que, geralmente, são os usuários que usam as ferramentas com objetivos de negócios. Enquanto isso, o impacto para o usuário médio não deve ser muito grande, com exceção de métricas para vídeos ao vivo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.