Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A placa de vídeo GeForce GTX 960, da NVIDIA, foi apresentada no último trimestre de 2014 mas só começou a ser efetivamente vendida no início de 2015. Utilizando a microarquitetura Maxwell, ela foi apresentada como uma placa que poderia rodar os jogos AAA na qualidade Ultra e, ainda assim, ser mais baratas que as top de linha.

GeForce GTX 960 ou Radeon R9 380x: qual das placas de vídeo é melhor

Porém, passados dois anos desde o seu lançamento, será que ainda vale a pena comprar a GTX 960? Será que ela ainda consegue rodar os principais jogos do mercado, como Batlefield 1, GTA 5, Tomb Raider e outros na qualidade máxima? Confira nossa análise e descubra.

Resolução

A GTX 960 é adequada para resoluções um pouco mais baixas (Foto: Divulgação/NVIDIA) A GTX 960 é adequada para resoluções um pouco mais baixas (Foto: Divulgação/NVIDIA)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

A GTX 960 possui uma resolução máxima de 2048 x 1536 pixels. Ao executar jogos nesta resolução a placa começa a ter queda de desempenho. Porém, a quantidade de gamers que possuem um monitor com esta resolução é bem pequena.

A maioria absoluta utiliza monitores Full HD e nesta resolução a placa de vídeo ainda faz um bom trabalho. Pode ser que alguns jogos top de linha mais atuais, como Resident Evil 7, não possam ser jogados no Ultra, mas sim no High. Porém, se o seu monitor ainda possui a resolução de 1366 x 768, a GTX 960 faz um ótimo trabalho, mesmo nos jogos mais recentes.

Portanto, se você deseja rodar os seus jogos nas resoluções de 1366 x 768 e 1920 x 1080, a compra da GTX 960 ainda vale a pena.

Quantidade de memória

A placa base da Nvidia possui apenas 2 GB de RAM (Foto: Divulgação/Nvidia)A placa base da Nvidia possui apenas 2 GB de RAM (Foto: Divulgação/Nvidia)

As placas padrão da GTX 960 possui apenas 2 GB de memória GDDR 5. Para quem pretende rodar os jogos atuais no Ultra esta é uma quantidade de memória muito pequena. Por isso, aconselhamos que você procure por modelos que ofereçam, no mínimo, 4 GB de memória GDDR 5.

Com esta quantidade de memória, ela conseguirá rodar os principais jogos com desempenho aceitável. Abaixo disso, ela começa a ter queda de desempenho e o dinheiro gasto já não valerá tanto a pena. Ao rodar o jogo Dragon Age, por exemplo, na qualidade Ultra, o FPS caia para 30; enquanto que no High ele dobrava.

Baixo consumo de energia

GTX 960 consome menos energia (Foto: Divulgação/Nvidia)GTX 960 consome menos energia (Foto: Divulgação/Nvidia)

Por usar a microarquitetura Maxwell, a GeForce GTX 960 pode oferecer um maior desempenho com um menor consumo energético. O seu consumo de energia é de apenas 120 W. Assim, uma fonte de alimentação com 400~450 W consegue alimentar todo o sistema tranquilamente. Esta, certamente, é uma das principais vantagens desta placa de vídeo.

Preço

Com a recente alta do dólar, o preço das placas de vídeo também subiram. Assim, atualmente, uma GTX 960 com 4 GB de memória está custando cerca de R$ 1.200 com pagamento à vista. Se a compra for parcelado o valor pode chegar a R$ 1.400.

Este, com certeza, é um preço bem alto para uma placa de vídeo de dois atrás e que já não é capaz de rodar todos os jogos no Ultra com desempenho fluído. Assim, vale a pena pesquisar outros modelos antes de desembolsar toda esta quantia.

Conclusão

Pelo preço que a GTX 960 está sendo vendida atualmente e pelo desempenho que ela pode entregar nos jogos mais modernos, podemos dizer que não é muito vantajosa a sua compra.

Tendo em vista que a GTX 970 é, no mínimo, 60% superior à 960, achamos que vale mais a pena juntar um pouco mais de dinheiro e comprar uma GTX 970. Ela já vem por padrão com 4 GB de memória, tem interface de 192-bit e ainda consegue rodar os jogos no Ultra com FPS aceitável.

 

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.