Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Mark Zuckerberg acaba de revelar o protótipo de luvas para Realidade Virtual que está sendo desenvolvido pela Oculus. O anúncio foi feito por meio de um post no Facebook, que é dona da empresa responsável pelo Oculus Rift, e mostra as dependências do laboratório de pesquisas da desenvolvedora em Redmond, Washington.

Saiba o que esperar dos óculos de realidade virtual nos próximos anos

A publicação não dá detalhes sobre especificações ou previsão de disponibilidade no mercado, mas mostra que o exemplar já está funcionando. Nas imagens divulgadas, o CEO do Facebook veste a luva e faz o movimento de lançamento de teia do Homem-Aranha, indicando na legenda que está mesmo fazendo isso no mundo virtual.

Mark Zuckerberg testa protótipo de luvas para Realidade Virtual no Oculus Lab (Foto: Reprodução/Mark Zuckerberg)Mark Zuckerberg testa protótipo de luvas para Realidade Virtual no Oculus Lab (Foto: Reprodução/Mark Zuckerberg)

“Estamos trabalhando em novas maneiras de trazer suas mãos em realidade virtual e aumentada. Usando essas luvas, você pode desenhar, digitar em um teclado virtual e até mesmo atirar teias como o Homem-Aranha. É o que estou fazendo aqui”, diz Zuckerberg na fotografia em questão.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

O dono do Facebook disse também que os cientistas e engenheiros do laboratório da Oculus estão trabalhando para ampliar as fronteiras das realidades virtual e aumentada. Segundo ele, a equipe liderada por Michael Abrash tem se concentrado em áreas como óptica avançada, rastreamento de olhos, realidade mista e novas formas de mapear o corpo humano.

“O objetivo é fazer do VR e AR o que todos nós queremos que seja: óculos pequenos o suficiente para levar em qualquer lugar, software que permita experimentar qualquer coisa e tecnologia que permita interagir com o mundo virtual da mesma forma como fazemos com o mundo físico”, complementou o líder do Facebook.

Embora não existam ainda informações oficiais sobre as luvas, é possível observar que elas funcionam em conjunto com a câmera Prime 17W, da OptiTrack. Isso pode significar que o sistema de sensores Oculus seria aposentado, o que permitiria fabricar luvas a um custo menor e mais rapidamente, já que o trabalho seria terceirizado.

Além do VR

Mark Zuckerberg abordou outras inovações além da realidade virtual. Ele anunciou a construção de uma câmara anecoica para realização de experimentos sonoros. “Quando estiver concluído, este será um dos lugares mais silenciosos do mundo – tão silencioso que você pode ouvir seu próprio batimento cardíaco”, explica.

Câmara anecoica em construção nos laboratórios da Oculus (Foto: Reprodução/Mark Zuckerberg)Câmara anecoica em construção nos laboratórios da Oculus (Foto: Reprodução/Mark Zuckerberg)

Via Facebook e TechCrunch

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.