Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Os aplicativos de troca de mensagens, como o WhatsApp e o Facebook Messenger, foram os aplicativos mais populares entre os brasileiros no ano passado. Eles estavam instalados em 83,3% dos celulares, de acordo com um estudo da empresa de pesquisas Kantar. Os dados são divulgados com exclusividade pelo TechTudo.

A surpresa fica por conta dos aplicativos que servem para assistir a vídeos pela internet, como o YouTube e a Netflix. A atividade foi a que ganhou mais adeptos no país, acompanhando o aumento na velocidade da internet 4G ou Wi-Fi; e também acompanhando o avanço do poder de processamento dos dispositivos móveis.

Dicas de como organizar o WhatsApp: lista traz recursos para Android e iOS

celular-na-mao-faixa (Foto: Moto G 3 é um smartphone intermediário com especificações interessantes (Foto: Luana Marfim/TechTudo))Troca de mensagens é a principal utilidade dos smartphones para brasileiros, segundo pesquisa (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

O estudo teve como amostra 9 mil domicílios, e revelou um crescimento de aproximadamente 10 pontos percentuais no uso de apps de mensagens no ano passado, em relação a 2015. Essa tendência já é conhecida desde 2015, quando o WhatsApp ganhou o posto de aplicativo mais usado do Brasil.

Segunda forma de comunicação mais popular, os emails marcaram presença em 58,2% dos lares entrevistados, com crescimento de 8,7 pontos percentuais. Além disso, o correio eletrônico também aparece como fonte de informação em 74,7% dos domicílios, com baixo crescimento em relação a 2015: 3,8 pontos percentuais.

Ainda no campo de informação, aplicativos de GPS e navegação, como o Google Maps e Waze, aparecem em 38% das residências.

Netflix (Foto: Ana Marques/TechTudo)O consumo de vídeos pelo smartphone cresceu significativamente em 2016 (Foto: Ana Marques/TechTudo)

O grande destaque em termos de crescimento ficou por conta do uso de smartphones para assistir a vídeos na internet. A função foi citada em 55% dos lares participantes do estudo, o que representa um aumento de 25 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Entre as diversas formas de ver esse conteúdo online, é possível que a popularização de serviços como o Netflix esteja diretamente relacionada ao crescimento na categoria. No último ano, a empresa investiu em funcionalidades direcionadas ao uso móvel, como a possibilidade de baixar vídeos no celular e economizar dados de internet ao assistir seus vídeos e séries preferidos.

Vale lembrar que a tendência do consumo audiovisual fez com que o Facebook testasse o modelo do YouTube para vídeos em 2017. Diante desses resultados, é provável que vários outros recursos sejam implementados em apps de streaming e em redes sociais, visando melhorias na experiência do usuário no que diz respeito aos gastos de dados 3G/4G, à bateria e armazenamento desse conteúdo no telefone.

Na semana que antecede a feira de mobilidade de Barcelona (MWC 2017), o TechTudo publica o raio X do uso de celulares no Brasil. Na primeira reportagem da série, publicada ontem (20), mostramos que os smartphones com preço de até R$ 1 mil dominam o país. Já na quarta-feira (22) será o momento de saber o gasto médio dos brasileiros com telefonia móvel.

Colaborou: Thássius Veloso.

Qual melhor concorrente para o Netflix? Opine no Fórum do TechTudo.


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.