Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Moto G5 e o Moto G5 Plus são os grandes anúncios da Motorola durante a feira mundial de celulares, em Barcelona. Ao menos para os brasileiros, país em que os modelos da linha Moto G aparecem entre os mais vendidos. Com telas de 5,0" e 5,2", é esperado que os celulares desembarquem no país ainda no primeiro trimestre. A própria fabricante marcou um evento em 7 de março, em São Paulo, para apresentar novidades.

Moto G5 e Moto G5 Plus têm corpo em alumínio e rodam Android 7.0

A nova geração do Moto G tem corpo todo em alumínio, pois a ideia é dar um acabamento mais "premium" aos dispositivos. Na parte frontal mudou pouca coisa, mas você pode perceber que há somente um botão Home, sem os tradicionais botões de retornar e de aplicativos recentes ao lado dele. Isso porque, no Moto G5 e Moto G5 Plus, a Motorola incluiu um botão Home inteligente, sensível a gestos. Se você desliza com o dedo de um lado para o outro, abre uma função. Se faz o mesmo movimento no sentido inverso, abre outra.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

A novidade é sutil, mas traz algum frescor para a linha de smartphones intermediários. Outro componente novo e bacana é a câmera do Moto G5, com 12 megapixels. Ela não tem mais aquela elevação para fazer caber todo o hardware, o que deixa o telefone menos espesso.

Não se pode dizer o mesmo do Moto G5 Plus, com câmera principal de 13 megapixels. Ele continua com o calombo da câmera, que parece cumprir bem o seu papel – faz os registros para postar em redes sociais, mas não dá para esperar imagens espetaculares como a de modelos mais avançados, entre eles o próprio Moto Z, também da Motorola. Ao menos no Moto G4, minha experiência com a câmera incluir muitas fotos com efeito de lavagem, em que as cores parecem pouco vibrantes.

[marca] Moto G5 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Moto G5 tem tela de 5,0" e Moto G5 Plus possui display de 5,2" (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

O Android 7.0 Nougat marca presença nos novos Moto G5. Significa que a Motorola continua apostando em uma versão pura do sistema do Google, com poucas modificações. Chega para o consumidor o básico do básico, e o restante fica por conta dos downloads na Google Play Store e outras lojas de apps.

[marca] Moto G5 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Moto G5 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Ambos os telefones se mostraram rápidos no primeiro contato que tive com eles. Velocidade para navegar pelas páginas da internet, abrir a galeria de fotos e checar os ajustes do sistema operacional. A verdade é que foi-se o tempo em que smartphones intermediários travavam até nessas tarefas mais simples.

[marca] Moto G5 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Moto G5 mantém porta microUSB e entrada para fones de ouvido (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Há diferenças nos processadores da linha G. O Moto G5 conta com um octa-core de 1,4 GHz (Snapdragon 430), enquanto o Plus tem um octa-core de 2,0 GHz (Snapdragon 625). Não são chips top de linha, como de costume, mas que devem agradar aquelas pessoas que não exigem muito do dispositivo móvel.

A Motorola revelou, nas especificações dos smartphones, possibilidades de memória RAM de 2 GB ou 4 GB, bem como armazenamento de 16 GB ou 32 GB. Só saberemos ao certo estes detalhes e o preço de lançamento para o Brasil no futuro.

[marca]  Moto G5 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Moto G5 e Moto G5 Plus devem chegar ao Brasil em março deste ano (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Até lá, a sensação que fica é de que a fabricante fez o dever de casa: atualizou os componentes internos e também o design de um campeão de vendas. O Moto G5 está renovado para 2017.

A reportagem viajou para a MWC 2017, em Barcelona, a convite da TCL Communications.

 

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.