Uma nova falha de segurança de grande alcance pode ter posto em risco a segurança de muitos usuários em todo o mundo. O problema foi batizado de Cloudbleed, em referência ao serviço de segurança e infraestrutura CloudFlare, onde a vulnerabilidade foi encontrada — e resolvida.Falha no Google Chrome permite baixar vídeos do Netflix O caso foi descoberto na última quinta-feira (23) — antes do carnaval no Brasil — e já foi corrigido, mas pode ter comprometido dados importantes de vários serviços, como o Google e o Uber. A recomendação é que os usuários destas plataformas troquem suas senhas imediatamente.
Falha em site pode ter exposto informações confidenciais de serviços como o Uber (Foto: Reprodução/Cloudflare)
O bug foi descoberto pelo pesquisador do Google, Tavis Ormandy, no dia 17 de fevereiro. De acordo com os dados, começou a ocorrer no dia 22 de setembro de 2015 — há mais de um ano. O problema consistia em inserir dados aleatórios de clientes da empresa em sites de terceiros. Como as informações transmitidas dependiam do que estava na memória do servidor no momento, não é possível saber com precisão quais tipos de informação foram vazadas, mas as possibilidades incluem cookies, credenciais de login, chaves de API ou de criptografia interna.
Correção da falha A boa notícia é que o Cloudflare corrigiu a falha menos de uma hora após sua divulgação, terminando o processo em menos de sete horas. Em seguida, a desenvolvedora, em conjunto com o Google e outros sites de busca, fez uma varredura completa ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.