A Bitcoin é uma moeda digital que permite fazer compras e vendas online. Por conta disso, precisa ser declarada no Imposto de Renda (IRPF) como qualquer outro ativo financeiro. Quem tem o equivalente a R$ 1 mil ou mais deve incluir os valores na seção “outros bens” e se você não declarou a moeda nos últimos cinco anos agora deve arcar com multa e juros.
Como ganhar Bitcoins grátis? Para tirar as principais dúvidas sobre a bitcoin no imposto de renda e ficar longe da malha fina confira seis dicas importantes apontadas pelo CEO do Mercado Bitcoin, Rodrigo Batista, e com base no “Perguntão”, documento com perguntas e respostas para a declaração da Receita Federal.
Bitcoin precisa ser declarada no imposto de renda (Foto: Divulgação/FISL)
Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular
1) Salve extratos Ao incluir seus ganhos em bitcoins na declaração do Imposto de Renda é necessário comprovar as operações com documentação legítima (“hábil e idônea”, segundo a Receita Federal). Para isso, lembre-se de guardar ou recuperar seus extratos de transações digitais de bitcoin. 2) Saiba por quanto comprou Segundo o tópico 447 do “Perguntão” (idg.receita.fazenda.gov.br//irpf/2017/perguntao), as moedas virtuais devem ser declaradas pelo valor de aquisição. Neste caso, o preço pode ser encontrado em históricos de compras no site em que costuma utilizar para administrar as bitcoins, por exemplo.
Como investir em Bitcoins e porque? Veja no Fórum do TechTudo. 3) Conver...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.