O Moto G5 é a aposta da Motorola no segmento de celulares intermediários e, assim como o rival brasileiro, Quantum Fly, conta com revestimento metálico, tela Full HD, leitor de digitais e sistema Android. No entanto, as semelhanças entre os smartphones param por aí. Com uma ficha técnica de peso, o telefone da Quantum é vendido por R$ 1.299 na loja da fabricante, enquanto o Moto G de quinta geração chegou ao Brasil pelo preço de R$ 999. Mas será que as especificações do telefone nacional são suficientes para bater de frente com o queridinho dos brasileiros? Descubra as diferenças entre processador, câmera, tela e memória RAM dos celulares neste comparativo.
Primeiras impressões: Moto G5 se renova para continuar vendendo muito
Moto G5 e Quantum Fly: veja o comparativo de ficha técnica (Foto: Arte/TechTudo)
Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular
Tela Apesar de ambos os smartphones terem telas IPS LCD  – tecnologia que aumenta o ângulo de visão e elimina ruídos na reprodução de cores – com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), suas dimensões são diferentes. O Moto G5 tem display de 5 polegadas, enquanto o Quantum Fly traz um painel um pouco maior, de 5,2''. O resultado é uma densidade de pixels menor para o celular da Quantum, o que implica, teoricamente, em imagens com menor definição em relação ao Moto G. Além disso, o telefone da Motorola pode agradar mais aos usuários que preferem um aparelho menor e mais fácil de segurar. Já o Quantum Fly é indicado para quem ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.