Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Adobe Photoshop Lightroom é um organizador e editor de fotos profissional, disponível também para instalação no computador. Por causa de seus recursos avançados e mídias pesadas, é possível que o programa fique mais lento para inicializar ou executar funções, principalmente em PCs mais básicos.

Como adicionar filtros em fotos com o Photoshop Lightroom

Para tentar resolver esse problema, o usuário pode seguir algumas dicas. Os ajustes podem ser feitos nas configurações do programa ou aproveitando recursos como reduzir o peso das fotos na edição com o Smart Preview ou, até mesmo, ativar o processador gráfico no seu PC. Veja neste tutorial dez truques para deixar o programa mais rápido.

Veja dez dicas para fazer o Lightroom rodar mais rápido no computador (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Veja dez dicas para fazer o Lightroom funcionar mais rápido no computador (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Vale lembrar que o Adobe Photoshop Lightroom tem integração com o Adobe Creative Cloud para sincronizar as mídias e fazer download. Além disso, você pode conhecer o Lightroom online, que tem versão de testes por 30 dias e acesso web. Os testes foram feitos no Lightroom CC.

1. Renderizar preview em 1:1

Criar um preview no formato de 1:1 ao importar as imagens tem a vantagem de exibir 100% dos pixels reais, gerando também a visualização de mínimas e padrão (standard). Com isso, o sistema já deixa tudo pronto para o acesso do Lightroom, sem precisar gerar um novo preview. Essa função pode poupar processamento e tempo para quem utiliza o software com frequência. Para ajustar, ao importar, observe a aba de “Tratamento de arquivos” e altere em “Criar visualizações”, selecionando para renderizar em “1:1″.

Altere o tipo de preview no Lightroom pelo PC (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Altere o tipo de preview no Lightroom pelo PC (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

2. Delete os previews do catálogo

Para economizar o espaço no disco e deixar o processamento do Lightroom mais rápido, experimente apagar automaticamente os previews, caso não precise mais deles. Para isso, clique no menu de “Editar”, no topo da tela e, depois, selecione “Configurações do catálogo”. Na nova tela que abrir, clique na aba de “Manipulação de arquivos” e selecione um tempo menor para descartar as visualizações (previews), como 1 dia ao invés de 30, por exemplo.

Limpe o catálogo de preview no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Limpe o catálogo de preview no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

3. Evite importar duplicatas

Ao fazer a importação do seu álbum de fotos, pode acontecer de existirem imagens repetidas. Para economizar tempo e processamento, na hora de selecionar os arquivos marque a opção “Não importar possíveis duplicatas”, na categoria de “Tratamento de arquivos”. Assim você também poupa espaço no Lightroom e não deixa o programa tão pesado.

Você pode impedir a importação de imagens duplicadas no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Você pode impedir a importação de imagens duplicadas no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

4. Otimize os previews para o tamanho do monitor

O usuário pode personalizar a criação dos previews para o tamanho (pixels) do seu monitor. Assim, não será necessário fazer uma segunda importação, com imagens menores ou maiores do que as suas visualizações atuais. Então, para fazer esse ajuste, acesse o menu de “Editar” e, depois, clique em “Configurações do Catálogo”. 

Na aba de “Manipulação de arquivos” altere o “Tamanho de visualização padrão” para as medidas em pixels (máximo) do seu monitor (normalmente há uma opção de automático). Mude também a “Qualidade das visualizações”, mantendo como médio e não em alta resolução. Confirme em “Ok”.

Otimize o preview para as configurações do seu monitor (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Otimize o preview para as configurações do seu monitor (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

5. Aumente o tamanho do cache e limpe com frequência

Por padrão, esse cache de câmera Raw vem com 1 GB de espaço. No entanto, é recomendado manter esse tamanho em no mínimo 10 GB. Assim, o computador vai poder processar melhor os dados, com maior armazenamento, ao organizar e editar as fotos.

Depois de algum tempo, para não manter muitos arquivos temporários acumulados no computador, clique em “Expurgar cache” para fazer uma limpeza. Esse ajuste pode ser encontrado no menu “Editar”, clicando em “Preferências”. Encontre a aba “Manipulação de arquivos” e altere em “Configurações de cache”.

Aumente o cache do Lightroom e depois faça uma limpeza (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Aumente o cache do Lightroom e depois faça uma limpeza (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

6. Usando o processador gráfico

O Lightroom permite ativar o processador gráfico do computador para testar se o processamento melhora ao rodar o programa no PC. Essa função muda conforme o PC (placa gráfica) utilizado, melhorando o desempenho caso você tenha uma memória dedicada, por exemplo. Então, vale ligar e desligar o recurso para ver a diferença. Esse ajuste pode ser encontrado no botão de “Editar”, no menu do topo, clicando depois em ”Preferências”. Na nova janela, selecione a aba de “Desempenho”. Depois, marque (ou desmarque) a opção de “Usar processador gráfico”. Confirme em “Ok”.

Ative o uso do processador gráfico no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Ative o uso do processador gráfico no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

7. Usar as visualizações inteligentes (Smart preview)

O Lightroom oferece o recurso de Smart Preview (visualizações inteligentes, em português), que permite otimizar e deixar as imagens mais leves do que as originais durante a edição. Essa é uma boa ferramenta para um aprimoramento no desempenho do software. Mesmo que, durante a edição, a qualidade da foto possa parecer reduzida, o resultado final mantém a exportação em resolução/tamanho máximo.

Para ativar o Smart Preview em todas as imagens, abra o menu de “Editar” e clique em “Preferências”. Depois, selecione a aba de “Desempenho” e marque a caixa de texto ao lado de “Use visualizações inteligentes em vez das imagens originais para editar as imagens”. Confirme em “Ok”.

Use as visualizações inteligentes para otimizar o desempenho e deixar a edição mais leve (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Use as visualizações inteligentes para otimizar o desempenho e deixar a edição mais leve (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

8. Otimizar o catálogo

O Lightroom acaba acumulando todos os arquivos, imagens e edições nos catálogos e, com o tempo, isso tudo pode ficar desorganizado. Para ajustar esse problema, é possível otimizar o catálogo, o que deve ser feito, pelo menos, uma vez por semana para manter um processamento mais rápido do programa.

Essa função pode ser encontrada no menu do topo, com o botão de “Arquivo”, selecionando em seguida o item de “Otimizar o Catálogo”. Confirme em “Otimizar”. Dependendo do tamanho da coleção, esse processo por demorar alguns minutos.

Otimizar o catálogo permite deixar o funcionamento mais rápido no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Otimizar o catálogo permite deixar o funcionamento mais rápido no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

9. Deixe tudo atualizado

Uma forma de manter o Lightroom funcionando sempre rápido é deixar em dia as atualizações do software. Dessa forma você mantém o programa com os updates de segurança ou ajustes lançados pela Adobe. Isso pode ser feito de forma simples: basta clicar no botão de “Ajuda” e depois em “Atualizações”. Caso tenha alguma novidade, a instalação será sugerida na tela. Para completar, um computador com os drivers atualizados também ajuda no desempenho do dia a dia.

Mantenha o Lightroom atualizado para melhor desempenho total (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Mantenha o Lightroom atualizado para melhor desempenho total (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Qual é o seu editor de fotos favorito? Comente no Fórum do TechTudo.

10. Desativar gravação automática de XMP

O Lightroom salva as modificações das edições em conjunto com as fotos no catálogo. Para facilitar a leitura por outros programas, como o Adobe Camera Raw, esses dados são armazenados também em XMP (metadados). Mas caso você não alterne entre os programas, o ideal para incrementar o desempenho é desativar essa gravação automática extra. Assim, o sistema não perde tempo buscando e lendo esses arquivos toda vez que for abrir suas mídias. Para fazer isso, clique em “Editar” e selecione “Configurações do catálogo”. Em seguida, clique na aba “Metadados” e desmarque a opção “Gravar alterações automaticamente no XMP”. Aplique em “Ok”.

Evite gravar automaticamente os dados em XMP no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)Evite gravar automaticamente os dados em XMP no Lightroom (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)


 

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.