Tech - Review Moto G5 Plus

Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Moto G5 Plus é o celular intermediário da Motorola/Lenovo que teve lançamento em março de 2017 no Brasil. O sucessor do Moto G4 Plus chegou como uma versão “turbinada” do queridinho dos brasileiros, Moto G5, e está à venda com o preço oficial de R$ 1.499. No entanto, é possível encontrá-lo mais barato em lojas online, com o valor a partir de R$ 1.270. Com uma tela Full HD de 5,2 polegadas de alta qualidade, o smartphone tem o corpo elegante e possui acabamento em metal (alumínio).

Outra característica da ficha técnica que chama atenção é a bateria de 3.000 mAh, capaz de atender até aos usuários mais exigentes. Durante os testes deste review, o telefone conseguiu aguentar o dia todo longe da tomada. Ficou interessado em comprar o Moto G5 Plus? Na análise abaixo, você descobre as especificações, os prós e os contras do celular.

Capinha para o Moto G5 Plus: veja opções para proteger o celular


Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Design

O design do Moto G5 Plus mudou muito em relação ao irmão mais novo, Moto G4 Plus. Antes feito de plástico “emborrachado”, agora o celular tem o visual mais premium com a carcaça em alumínio. Ele não chega a ser elegante como os top de linha iPhone 7, da Apple, e Galaxy S8, da Samsung, mas a aparência recebeu um belo upgrade ao ser comparado com a quarta geração do smartphone da Lenovo.

A parte traseira traz a marca da Motorola, além da câmera e do flash, que ficam localizados dentro de um círculo em alto relevo. Aliás, o calombo que fica “para fora” do corpo faz com que o celular não se estabilize em superfícies planas. No entanto, apesar de o aparelho ficar meio desequilibrado na mesa, parece que a lente da câmera não corre o risco de arranhar. Bom, pelo menos em nossos testes, ela não sofreu danos.

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Parte traseira do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Já na frente do Moto G5 Plus, nós vemos o botão que comporta o leitor de impressões digitais. Além de servir para bloquear e desbloquear o aparelho, ele também traz novos recursos e funcionalidade. Agora, o leitor de digitais aceita comandos por gestos: basta você clicar rápido para acessar a interface do Android, deslizar rapidamente para a esquerda para voltar ou deslizar para a direita a fim de mudar de aplicativo. Os controles de volume e o liga/desliga ficam localizados do lado direito do smartphone. Na parte de cima, você encontra a saída de áudio e o nome "Moto", que antes não existia no Moto G4 Plus.

Com 150,2 mm x 74,0 mm x 7,7 mm de dimensões, o aparelho oferece uma ótima pegada e não escorrega nas mãos. O seu corpo em metal tem boa aderência e parece ser bastante resistente – em nossos testes, ele não caiu, não arranhou ou sequer manchou com marcas de dedo. Claro que isso depende muito do uso e do cuidado do usuário – por conta disso, para pessoas mais atrapalhadas, recomendamos a compra de capinhas de proteção

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Lateral do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Embora não seja pequeno, o G5 Plus cabe no bolso ou na bolsa sem dificuldades. Outra vantagem é ser ainda mais leve do que o G4 Plus, com 155 g contra 157 g –  mais um ponto para o design desta geração. Em relação às opções de tons disponíveis, não há muita alternativa: o smartphone está à venda apenas nas cores dourado ou grafite. Por último, mas não menos importante, ele possui proteção contra respingos de água, que permite enfrentar chuva sem estragar o telefone.

Desempenho

Mesmo sendo um intermediário, o Moto G5 Plus não decepciona no quesito desempenho. O usuário pode realizar tarefas simples com folga, como navegar nas redes sociais e usar mensageiros (Facebook, WhatsApp e Instagram). Também conseguimos rodar vários aplicativos e jogar games mais pesados simultaneamente, como Asphalt 8: AirborneModern Combat 5: Blackout e Asphalt Xtreme . É importante frisar, no entanto, que o desempenho do aparelho tende a piorar com o tempo de uso – o que é comum em hardwares de qualquer smartphone.

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Moto G5 Plus de frente (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Agora, vamos aos números e especificações do aparelho. O Moto G5 Plus é equipado com um processador Qualcomm Snapdragon 625 com CPU cota-core de 2.0 GHz, em conjunto com uma GPU Adreno 506 de 650 Mhz. Embora tenha melhorado o processador, a memória RAM continua a mesma do G4 Plus: 2 GB. 

Uma vantagem é ele vir de fábrica com o Android 7.0 (Nougat), sistema operacional mais recente do Google. É importante lembrar que a Motorola disponibiliza uma versão do Android com poucas modificações – o que ajuda a deixar o funcionamento do smartphone ainda mais fluido. Em relação ao armazenamento interno do celular, ele dispõe de 32 GB livres, e suporta cartão microSD de até 128 GB. 

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Detalhes dos botões do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Chegamos a um dos pontos mais altos desta análise: a bateria. Os 3.000 mAh são suficientes para você passar o dia todo longe de casa e do carregador sem se preocupar. Em um dia dos nossos testes, o celular ficou sem carregar por surpreendentes 33 horas com uso moderado/pesado – utilizamos redes sociais, tiramos fotos, gravamos vídeos, respondemos mensagens do WhatsApp, checamos e-mails e até assistimos a séries no aplicativo da Netflix

Além de durar bastante, o Moto G5 Plus ainda tem a vantagem de carregar muito rápido graças ao carregador TurboPower. De acordo com a Motorola, o componente fornece até seis horas de duração da bateria com apenas 15 minutos de carregamento. Realmente, ele atendeu às expectativas – mais um ponto a favor para o novo celular.

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Detalhes da lente do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

No quesito alto-falante do aparelho, há apenas uma saída de som na parte superior, que, aliás, não cumpre com o esperado. O áudio reproduzido é razoável, mas decepciona por conta do volume baixo – em lugares mais barulhentos, como shoppings, você não consegue escutar a música. Se você prefere ouvir seus artistas preferidos no fone de ouvido, é importante dizer que o acessório original é de péssima qualidade. Ele só é capaz de quebrar um galho se você não for exigente. O som também tem volume bem baixo, além de ficar distorcido e com um tom esquisito. Com o barulho de dentro do ônibus, por exemplo, não conseguimos escutar músicas no Spotify de forma confortável. 

Um diferencial do Moto G5 Plus em relação ao modelo “simples” Moto G5 é a TV digital. No entanto, em nossos testes, o componente não funcionou como o esperado, mesmo com o uso da antena externa que acompanha o kit. Falando nisso, o acessório tem um design que destoa do resto do celular.

Vale mais a pena comprar o Moto G5 ou Moto G5 Plus? Descubra no Fórum do TechTudo.

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Moto G5 Plus e o fone de ouvido da Motorola (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Além da "cara" questionável da antena, o aparelho só encontrou um canal, que foi exibido com imagens em baixíssima qualidade. É importante destacar que estabilidade do sinal depende de outros fatores, como a região onde você está no momento. Um recurso legal é o de poder gravar e depois compartilhar os seus programas de televisão favoritos. É possível agendar ou fazer a gravação enquanto assiste.

O Moto G5 Plus ainda possui a funcionalidade de NFC, uma tecnologia que torna possível a troca de informações entre dispositivos sem a necessidade de cabos ou fios, de forma rápida e segura. Com ela, é necessário somente uma aproximação física para ocorrer a comunicação entre os aparelhos.

Tela

O Moto G5 Plus tem uma tela Full HD de 5,2" com 424 pixels por polegada. Apesar de ser menor do que o G4 Plus (que tinha 5,5 polegadas), a qualidade do display é um dos pontos altos do aparelho. As imagens exibidas são nítidas, têm cores vivas, com saturação e contraste em níveis ideais. Enfim, a tecnologia IPS presente no aparelho entrega o que promete.

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Detalhes da parte de cima do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Não sentimos dificuldades ao utilizar o smartphone em situações extremas de luz, como sob o sol forte ou em locais pouco iluminados. O controle de brilho cumpre o seu papel para resolver essas condições adversas. Além disso, assistir a vídeos é uma experiência completamente satisfatória no Moto G5 Plus. Clipes no YouTube, filmes e séries no Netflix: tudo fica agradável e confortável na tela do celular da Motorola.

Câmera

O Moto G5 Plus tem câmera traseira de 12 megapixels com abertura de F/1.7, o que, na teoria, permite fotos mais claras mesmo em lugares pouco iluminados. O novo sensor traz a tecnologia dual autofocus pixel, que proporciona um foco mais rápido e preciso, além de capturar mais luz.

Outros recursos incluem zoom digital de 8x para fotos, visor ativo para reconhecimento de QR code, auto HDR, modo panorama e embelezamento. Em condições de luz ideal, o resultado é satisfatório: as fotos saem nítidas e com cores vivas, apesar do contraste um pouco exagerado. 

Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Câmera do Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Já em ambientes escuros, o cenário muda totalmente de figura. As imagens ficam sem foco, sem nitidez e com balanço de branco errado – o resultado, na maioria das vezes, são fotos embaçadas ou com tons alaranjados e amarelados. Para tentar contornar a situação, a câmera possui modo manual para fotos mais profissionais. Você pode regular o ISO, velocidade do obturador e abertura do diafragma, além de ser possível controlar o balanço de branco.

Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus à noite (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

A câmera frontal do smartphone da Motorola conta com 5 MP e abertura de F/2.2. Para quem se importa muito com selfies, o Moto G5 Plus definitivamente não é a opção mais indicada. As fotos ficam com um aspecto "esbranquiçado" e um pouco desfocadas. Uma opção para melhorar as suas selfies é utilizar o modo HDR, que faz vários cliques de uma só vez com diferentes tempos de exposição para gerar imagens mais nítidas.

O Moto G5 Plus tem captura de vídeo padrão em 1080P (30 fps), mas grava em Ultra HD 4K (30 fps). Durante os testes, filmamos com a resolução mais alta por aproximadamente cinco minutos e o telefone não esquentou – uma reclamação que era recorrente de donos do Moto G4 Plus. A qualidade de vídeo também é satisfatória. 

Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus ao dia (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Um ponto que vale a pena lembrar é que, assim como os celulares Moto mais recentes, o Moto G5 Plus e o G5 "normal" não trazem mais a Galeria de fotos nativa. Para acessar as imagens, o usuário deve utilizar o app Google Fotos. Quem não está acostumado com o aplicativo do Google pode achar estranho no início, mas a falta de galeria não chega a prejudicar o uso do smartphone.

Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)Exemplo de foto tirada com o Moto G5 Plus com HDR (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Custo-benefício

Dito tudo isso, a pergunta que não quer calar é: vale a pena comprar o Moto G5 Plus? Com o preço de R$ 1.499, ele promete ser uma boa opção para os usuários que procuram um celular com bateria poderosa que seja capaz de durar o dia todo longe da tomada. Outra vantagem do aparelho é o design, que veio em alumínio e é mais premium ao ser comparado com o Moto G4 Plus. Ele também tem o tamanho e a tela ideais para assistir a filmes e séries, além de ser possível carregá-lo nos bolsos ou segurá-lo nas mãos confortavelmente. Por outro lado, a câmera frontal e traseira, o alto-falante e a TV digital deixam a desejar. 

Se você continua em dúvida sobre qual smartphone adquirir, há outras boas opções na mesma faixa de preço que podem atender às suas expectativas. O Zenfone 3, que custa a partir de R$ 1.495, conta com processador octa-core de 2 GHz (Snapdragon 625) e memória RAM de 3 GB. Já o Galaxy J7 Prime possui um processador Exynos 7870 octa-core de 1,6 GHz somado a uma memória RAM de 3 GB, e pode ser encontrado por aproximadamente R$ 1.199. Para descobrir outros smartphones, fique de olho nos comparativos e reviews publicados no TechTudo.

Tabela de especificações do Moto G5 Plus (Foto: Arte/TechTudo)Tabela de especificações do Moto G5 Plus (Foto: Arte/TechTudo)

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.