Inspirados pela operação Carne Fraca, da Polícia Federal, dois cientistas da computação desenvolveram um aplicativo para ajudar o consumidor a identificar a origem das carnes que está comprando. O app Carne Fraca, que está disponível gratuitamente para celulares Android e para iPhone (iOS), lê o código de barras do produto e informa se a fabricante está sob investigação.

A operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal no dia 17 de março, descobriu um esquema de corrupção que liberava para venda alimentos sem fiscalização. Com isso, 21 empresas passaram a ser investigadas por adulteração das carnes vendidas. A repercussão da ação gerou dúvidas nos consumidores na hora de comprar os alimentos e o aplicativo veio para ajudar nessa decisão.

Aplicativo Carne Fraca identifica fabricante do produto pelo código de barras (Foto: Divulgação/Carne Fraca)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

A maior parte das empresas citadas na investigação é detentora de várias marcas, o que pode provocar dúvidas sobre qual produto é seguro consumir. Os desenvolvedores Caio Paes e Gustavo Pereira, formados pela Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba, criaram o Carne Fraca com o objetivo de ajudar o usuário a descobrir se as carnes e enlatados que ele está comprando no supermercado são de empresas investigadas pela Polícia Federal.

Caio explica que a ideia do app veio enquanto ele estava no mercado, ao observar as atitudes dos consumidores na hora de escolher o alimento. "Era uma mistura de desconfiança com desinf

... ormação. Achei aquilo intrigante. Daí, na hora, vi que essas dúvidas poderiam ser resolvidas com um aplicativo", conta.

Os criadores do app queriam aproveitar a repercussão do assunto e, por isso, lançaram o Carne Fraca rapidamente. A versão para iPhone (iOS) ficou pronta ainda no mês de março e, já na primeira semana de abril, o app estava nas lojas da Apple e do Google.

O Carne Fraca tem uma interface simples e, para ter acesso à informação, basta abrir o app e escanear o código de barras do produto. O software identifica a empresa e exibe uma mensagem dizendo a situação dela, ou seja, se está ou não sob investigação. Por enquanto, não é possível fornecer informações mais específicas, como se o lote que o usário fotografou foi afetado, porque esses dados não são divulgados pelas companhias.

Carne Fraca está disponível para celulares Android e iPhone (Foto: Divulgação/Carne Fraca)

Por exemplo, um pacote de frango de 1kg de uma determinada marca terá sempre o mesmo código de barras, mas o aplicativo não tem como diferenciar quais lotes estão contaminados e não devem ser consumidos. De qualquer forma, a proposta do Carne Fraca é identificar a marca do produto e dizer se ela está sob investigação. Assim, o cliente fica mais atento em relação aos alimentos daquela empresa, optando ou não por consumi-la.

"Não tem como sabermos isso até agora. Por isso, o aplicativo não afirma que o produto é estragado ou que está naqueles lotes de recall. A forma de evitar afirmações caluniosas ou injustiça com as empresas e ainda assim informar os consumidores foi a seguinte: a gente diz que o fabricante do produto X é a empresa Y. E como temos a lista com as 21 empresas investigadas na operação, dizemos se essa empresa Y está na lista ou não. O que queremos alertar aos consumidores é que aquele produto que ele comprou é de uma empresa que está sendo investigada. Não, necessariamente, que aquele produto que está nas mãos dele veio do lote manipulado", explica Caio Paes.

A verificação dos códigos de barras dos alimentos é feita manualmente pelos criadores do Carne Fraca. Atualmente, o app possui um banco com cerca de 150 produtos cadastrados, que incluem carnes de frango, bovina, salsichas e hambúrgueres. É importante ressaltar que produtos iguais possuem códigos de barras iguais. Ou seja, não há variação de acordo com o mercado ou lote, por exemplo. Como o aplicativo é colaborativo, os usuários podem ajudar cadastrando novos produtos para aumentar a base de dados. Cada vez que isso é feito, os desenvolvedores avaliam qual é a empresa produtora e se ela está na lista das empresas sob investigação para incluir no app.

O Carne Fraca foi fruto de uma atitude independente, sem apoio das empresas envolvidas e dos órgãos de defesa do consumidor. Caio admite que a ajuda do poder público seria bem-vinda. "Gostaríamos do apoio de órgãos públicos para incrementar o aplicativo com dicas e opiniões de especialistas em saúde pública e vigilância sanitária".

Quais são os melhores aplicativos para Android? Comente no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.