Tech - Review Paladins

Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Paladins é o novo jogo de tiro online com download gratuito desenvolvido pela Hi-Rez. Disponível para PC, PS4 e Xbox One, o game oferece combates entre duas equipes de heróis, seguindo a fórmula de jogos como Overwatch e Battleborn. No entanto, o título peca por ser ter poucas novidades em relação aos concorrentes. Entenda no review completo com prós e contras.

Paladins usa a criatividade para se distanciar da concorrência nos consoles

Dos testes para os consoles

Inicialmente disponibilizado em versão beta aberta para computadores em setembro de 2016, Paladins chegou aos consoles em maio de 2017. O jogo ganhou bastante conteúdo desde suas primeiras versões, e a desenvolvedora se comprometeu a continuar aprimorando a experiência nos próximos meses.

Paladins tem torneio brasileiro oficial (Foto: Divulgação/Hi-Rez) (Foto: Paladins tem torneio brasileiro oficial (Foto: Divulgação/Hi-Rez))Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)



Em seu estágio atual, Paladins é um competente jogo de tiro entre duas equipes, que devem competir para conquistar os objetivos antes de seus rivais. Suas partidas exigem uma boa conexão com a internet para não haver lags, mas são rápidas e fluem bem.

Poucos modos de jogo

Os servidores de Paladins são bastante estáveis e seu matchmaking acontece em apenas alguns segundos, o que ajuda a evitar qualquer frustração. Desconexões são raras e normalmente os jogadores ficam bem sincronizados entre si durante todo o embate.

Entretanto, ainda há poucos modos de jogo tirando proveito desta boa estrutura. Além de um tutorial obrigatório inicial, há apenas lutas travadas nas arenas dos modos casual e competitivo, com poucas diferenças entre si. E o gameplay sempre se resume a conquista de territórios ou escolta de carga.

Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)

Podemos ser heróis

Se os modos de jogo apresentam pouca variedade, ao menos há uma boa quantidade de heróis disponíveis. Cada um dos quase trinta personagens selecionáveis, todos divididos entre quatro classes principais, possui seus próprios poderes e benefícios.

Entre Tanks, Damagers, Flankers e Support, é preciso dominar suas habilidades e características para vencer. Embora o estilo artístico do game não seja dos melhores, os campeões conseguem ter identidade própria, desde o uso das cores até seu tamanho corporal, e é fácil diferenciá-los durante a ação.

Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Ás na manga

Um dos poucos diferenciais de Paladins em relação aos demais games do gênero é o seu sistema de cartas colecionáveis, e como elas são fundidas ao gameplay. Há centenas delas, e é possível customizar um deck para tornar os personagens ainda mais poderosos.

Ainda que a maioria das cartas esteja trancada atrás de um inconveniente sistema de microtransações, vale a pena se aprofundar nos diferentes bônus e efeitos que elas oferecem, já que as cartas tornam o gameplay de Paladins muito mais rico e profundo.

Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)

Na mira

Os controles de Paladins não comprometem e conseguem responder com precisão às ordens do jogador. Todos os personagens atualmente disponíveis estão bem calibrados e o jogo jamais parece injusto ou desbalanceado.

Os tiroteios conseguem divertir pois envolvem uma boa dose de tática enquanto jogadores de todo o mundo tentam trabalhar bem em equipe. Ainda há poucos mapas disponíveis, mas eles possuem bons layouts e garantem possibilidades interessantes de cobertura e emboscadas.

Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)

Déjà-vu

Ainda que Paladins seja um produto tecnicamente correto, seu maior pecado reside na gigantesca similaridade com Overwatch, um dos melhores jogos de 2016. Se um leigo comparar imagens brutas dos dois títulos em ação, pode encontrar dificuldades para diferenciá-los.

Enquanto os personagens capturam pontos do mapa ou escoltam cargas — os mesmos objetivos do jogo da Blizzard — é possível ver heróis erguendo escudos muito similares aos de Reinhardt, ou mesmo atirando projéteis de cura ao estilo Ana. Não há poderes inéditos tão divertidos e inovadores quanto o teleporte da Tracer, por exemplo.

Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)Paladins: confira o review do game (Foto: Divulgação/Hi-Rez)

Conclusão

Paladins é um jogo de tiro online apenas competente, que pode divertir os jogadores que não têm grandes expectativas. Seu maior atrativo é a possibilidade de ser baixado gratuitamente em um download relativamente leve, além de ótimos servidores que geram partidas sem lag. Mesmo com dezenas de heróis jogáveis, faltam variedade, inovação e elementos que consigam dar identidade própria ao game. Derivativo em demasia, o jogo só vale a pena para quem busca desesperadamente uma opção gratuita de competição online.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.