Apesar de ser uma rede social aberta, o Facebook tem regras internas que decidem o que os dois bilhões de usuários podem ou não publicar. Reveladas pelo jornal inglês 'The Guardian', as diretrizes encaminhadas para moderadores de conteúdo da plataforma indicam, entre dezenas de documentos e manuais, que posts com textos ameaçando um presidente de Estado de morte, por exemplo, precisam ser deletados, enquanto mensagens como "eu espero que alguém te mate" ou imagens de abuso infantil e de animais podem ser liberadas.
Facebook muda feed para reduzir links de sites com baixa qualidade Segundo a gerente de políticas globais da rede social, entre as dificuldades em remover alguns posts está a separação de conteúdos humorísticos daqueles verdadeiramente inapropriados, mantendo a liberdade de expressão.
Facebook tem regras do que usuários podem publicar na rede social; moderadores são responsáveis por deletar proibições (Foto: (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)) App do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular
Dez segundos As informações vazadas, até então desconhecidas, tratam de ações que devem ser tomadas a partir de conteúdos que contenham violência, discurso de ódio, pornografia, racismo e automutilação seguida de suicídio. As publicações são analisadas, atualmente, por 4.500 moderadores, que devem decidir se um post está dentro das regras do Facebook em cerca de dez segundos, já que há milhares de textos e imagens para serem verificadas todos os dias esperando avaliação.
Ameaças No caso de ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.