O Moto E2 é um celular básico da Motorola, lançado no Brasil lá em 2015, pelo preço sugerido de R$ 569. O modelo mais simples conta com memória RAM de 1 GB e armazenamento de 8 GB, além de existirem edições mais completas, com 4G e TV Digital. Quase dois anos depois, o telefone já não aparece mais na loja virtual da Motorola, mas ainda é vendido em outros sites de e-commerce. O Moto E de 2ª Geração também aparece com frequência em encartes de jornais como uma opção para quem procura um smartphone barato.
Contudo, em meio a muitos lançamentos recentes na mesma faixa de preço, inclusive da própria Motorola, será que vale a pena comprar o telefone em 2017? Para responder à pergunta, analisamos a ficha técnica do celular. Veja, a seguir, três pontos positivos e três negativos sobre o Moto E de 2015.
Moto E 2 foi lançado em 2015; veja vantagens e desvantagens na compra do celular (Foto: Carol Danelli/TechTudo) Motorola marca evento em 1º de junho; Moto C pode estar chegando ao Brasil
PONTOS POSITIVOS
1. Android 6 O Moto E2 sai de fábrica com o Android 5.0 Lollipop, mas tem atualização para a versão subsequente do sistema. Apesar de não ser o mais novo, o Android Marshmallow ainda é usado por vários celulares top de linha. O Samsung Galaxy S7 vinculado a algumas operadoras, por exemplo, ainda não foi atualizado para o Android 7. A principal vantagem disso é que, ao menos por enquanto, os usuários podem contar com algumas melhorias de segurança. Além disso, só a partir do Android 6 o software oferece o controle de permissões de apps para evitar que programas mal-intencionados usem a câmera e outros recursos do celular sem a anuência do usuário.
Moto E2 tem atualização para o Android 6.0 Marshmallow (Foto: Divulgação/Motorola)
2. Design compacto O Moto E2 tem tela de 4,5 polegadas, tamanho considerado pequeno para os padrões atuais. Com um display menor do que o do iPhone 7, o celular tem medidas ideais para quem não quer um aparelho grande e pesado no bolso. O smartphone mede 129,9 mm de altura e 66,8 mm de largura, menos que o Moto G4 Play, também da Motorola. O dispositivo é espesso, com 12,3 mm, cerca de 50% a mais do que o concorrente LG K10. No entanto, as outras dimensões modestas tornam o Moto E 2015 fácil de segurar e usar com uma só mão.
Moto E 2ª geração é compacto, mas perde para concorrentes na espessura (Foto: Carol Danelli/TechTudo) Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular
3. Personali...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.