Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O bitcoin é uma criptomoeda que tem preço de mercado flutuante, o que pode dificultar a medição exata das transações em comparação com moedas convencionais. O site Real Time Bitcoin oferece alternativa ao permitir conferir essa volatilidade em tempo real. A página exibe um painel com o valor de compra da moeda atualizado constantemente e permite selecionar a moeda de conversão entre dólares, euros e outras 14 opções — o real não está disponível.

A ferramenta foi criada pelo programador Johan Nordberg. Os números são obtidos em bases de dados públicas como Blockchain, Bitstamp e Kraken.

Site mostra valor de mercado atualizado do bitcoin (Foto: Reprodução/Real Time Bitcoin)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no celular

Além da cotação atual do bitcoin, o site mostra as quantias trocadas em transações online, o número de unidades em circulação e até a quantidade de energia gasta pela rede de computadores para produzir e transferir a soma.

A informação é importante por conta do grau de valorização recente do bitcoin — usado amplamente por hackers em ataques de ransomware, por exemplo. Dados do CoinMarketCap apontam que o total de dinheiro em forma de bitcoins no mundo já ultrapassa os US$ 30 bilhões, perto de R$ 1 trilhão na cotação atual.

O Real Time Bitcoin (realtimebitcoin.info) pode ser acessado em PCs e celulares. Além disso, também é possível usar outras ferramentas online e aplicativos para converter Bitcoin para Real, Dólar, Euro e outras moedas.

O que é Bitcoin

A BitCoin (BTC), é uma unidade monetária online, criada em 2009, e que permite a transferência de valores sob relativo anonimato. A BitCoin é uma moeda descentralizada, ou seja, não conta com nenhum órgão responsável pelo seu gerenciamento. Unidades da moeda são criadas por operações matemáticas complexas (mineração) que exigem computadores avançados e potentes.

A moeda é transacionada em carteiras digitais com sigilo ao dono, o que permite visualizar praticamente só a quantia presente em transferências, mas não quem as realizou. Essa característica a torna favorita de criminosos em ataques como o WannaCry, que sequestra PCs e pede resgate equivalente a US$ 300 (R$ 980).

No entanto, a bitcoin não é a única moeda do tipo. Recentemente, outro ataque a computadores Windows, chamado de Adylkuzz, ficou conhecido por transformar máquinas em mineradoras de Monero, outra criptomoeda ainda mais protegida contra investigação por autoridades de suas transações. A nova moeda tem um mecanismo automático de lavagem de valores e confere uma senha única criptografada para cada transferência online.

WannaCrypt: você já pagou bitcoins para ter de voltar arquivos bloqueados por ransomware? Responda e troque dicas no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.