Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A Intel demonstrou o Compute Card durante a sua conferência na edição 2017 da Computex. Como o nome antecipa, trata-se de um computador completo com as dimensões físicas típicas de um cartão de crédito (com exceção da espessura). Segundo a Intel, versões com esse design serão lançadas em agosto, inclusive com o apoio e interesse de grandes fabricantes do mundo dos PCs, como Dell, HP e Lenovo.

A ideia da Intel é que os Compute Cards sejam oferecidos como módulos para facilitar o upgrade de outros dispositivos.

Mesmo com dimensões similares a de um cartão de crédito, o Compute Card pode abrigar processador i5 e 4 GB de RAM (Foto: Divulgação/Intel)Mesmo com dimensões similares a de um cartão de crédito, o Compute Card pode abrigar processador i5 e 4 GB de RAM (Foto: Divulgação/Intel)

Mesmo com dimensões similares a de um cartão de crédito, o Compute Card pode abrigar processador i5 e 4 GB de RAM (Foto: Divulgação/Intel)

A ideia, portanto, é que no futuro você possa comprar um laptop da Lenovo e, quando desejar realizar o upgrade para um processador melhor, mais RAM, ou quem sabe melhor processamento gráfico, baste encaixar um Compute Card de geração mais recente no notebook.

O mesmo modelo poderia ser aplicado em outros tipos de computadores, como PCs tudo-em-um, ou os usados em escolas, por exemplo. A ideia é que o Compute Card torne o processo de upgrade de computadores mais fácil, em especial aqueles que, como notebooks, dificilmente passam por esse tipo de processo.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Apesar das dimensões bastante compactas, o Compute Card apresenta configurações interessantes. Há versões com Celeron e Pentium, além de dois pacotes com Core i3 e i5 (embora os i3 e i5 usados sejam versões de baixíssimo consumo e fiquem um pouco longe dos i3 e i5 tradicionais em termos de desempenho).

Ideia é usar os Compute Cards para possibilitar upgrades modulares em PCs que não permitem troca de componentes, como CPU e memória (Foto: Divulgação/Intel)Ideia é usar os Compute Cards para possibilitar upgrades modulares em PCs que não permitem troca de componentes, como CPU e memória (Foto: Divulgação/Intel)

Ideia é usar os Compute Cards para possibilitar upgrades modulares em PCs que não permitem troca de componentes, como CPU e memória (Foto: Divulgação/Intel)

Os Compute Cards contam ainda com 4 GB de RAM DDR3 e trazem de 64 a 128 GB de espaço para dados. Apesar da disponibilidade prometida para agosto, ainda não há informações sobre preços e sobre lançamentos das fabricantes interessadas na ideia que tirem proveito das vantagens do Compute Card.

Mini PC Android é bom? Comente no Fórum TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.