Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A EA inaugurou os trabalhos da E3 2017 com seu evento EA Play, realizado em Hollywood, Estados Unidos, onde acompanhamos o anúncio oficial das novidades de FIFA 18. Além disso, o TechTudo testou a nova versão do jogo, que estava disponível na apresentação para PS4, Xbox One e Switch, o novo console da Nintendo. Apostando no realismo em uma das edições, e na diversão em outra, a empresa espera se manter no topo com a nova versão, sempre com o melhor do futebol. Confira os detalhes:

No PS4 e Xbox One: realismo e menos velocidade

FIFA 18 está “voltando ao básico”. Apostando em fazer seu melhor “feijão com arroz”, a EA quer que o game agrade fãs antigos e novatos. Durante os testes, não tivemos acesso ao modo Jornada 2, que vai continuar a saga do personagem Alex Hunter, criado em FIFA 17. Porém, pudemos conferir uma partida amistosa, com direito a seleção de alguns dos principais times presentes no game, além de equipes mais locais: Los Angeles Galaxy, Toronto FC, Manchester City, Manchester United, Paris Saint Germain, Real Madrid, Juventus, Chelsea, Atletico de Madrid e Bayern de Munique.

FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)

FIFA 18 estava disponível para testes no EA Play (Foto: Viviane Werneck / TechTudo)

Para testar a inteligência artificial, resolvemos propôr um desafio acima da média. Selecionamos o LA Galaxy para ser o nosso time e escolhemos o Chelshea, atual campeão inglês, como adversário. Sem muita surpresa, tivemos certa dificuldade em vencer o adversário – o que acabou não ocorrendo, de fato. A partida terminou em um “2 a 1” para os adversários, que venceram de forma folgada. O teste limitou-se a uma partida inteira, afinal, FIFA 18 era um dos games mais disputados do EA Play, ainda assim, pudemos conferir algumas particularidades.

Por exemplo, a bola está mais “solta”, menos grudada ao pé do personagem e, consequentemente, mais difícil de se dominar. Não citamos isso no mal sentido. Na verdade, é até algo bom, já que permite mais realismo ao jogo – se é que é possível tornar-se ainda mais realista, ano após ano, em cada versão nova lançada. A “pelota”, porém, acompanha naturalmente cada drible ou passe, com uma certa fluidez.

Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)

Área de FIFA 18 no EA Play (Foto: Felipe Vinha)

Os gráficos evoluíram, mas não a ponto de mostrar uma enorme diferença visual do anterior – até porque, em eventos assim, as empresas configuram seus monitores e TVs para a melhor qualidade, dando a impressão de ficar mais bonito do que já é. Contudo, os jogadores em campo não pareceram exibir muitas mudanças radicais. É de se notar, todavia, o realismo envolvido em cada movimento em campo.

O que podemos afirmar, envolvendo o visual e design de jogabilidade, é que FIFA 18 está um pouco mais “lento” nas versões PS4 e Xbox One. O game parece querer dar um passo atrás para seguir em frente, o que não é ruim. A decisão talvez seja acertada para deixar a jogabilidade mais espaçada para quem está aprendendo, mas, ao mesmo tempo, corre o risco de desagradar quem estava acostumado com a última versão. Pelo que vimos em volta, os fãs pareciam satisfeitos com o resultado, mas todo o cuidado é pouco na hora de tentar conquistar, ou reconquistar, o público.

FIFA 18 no Switch

Contrariando notícias recentes, a versão Switch de FIFA é realmente FIFA 18, e não uma edição especial feita para o console da Nintendo. Apesar da boa notícia, o lado ruim é que temos uma versão um pouco mais fraca em termos gráficos, mas com jogabilidade igualmente interessante e, claro, a vantagem da portabilidade do aparelho em si.

Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)

Público testando FIFA 18 no evento da EA (Foto: Felipe Vinha)

Disponível para testes na mesma área das versões PS4 e Xbox One, a edição para Switch tinha velocidade mais avançada, ainda que os gráficos estivessem visivelmente inferiores. Na telinha do videogame, contudo, isso não incomodou muito, já que ela possui boa resolução e clareza nos detalhes. Mas, vale lembrar que o console da Nintendo pode ser ligado na TV, o que pode acarretar em um “enfeiamento” maior desta versão.

Ao contrário da edição dos “irmãos maiores”, a versão de FIFA 18 para o Switch também tinha domínio de bola um pouco mais preso e limitado, parecido com o que era nos lançamentos antigos da série, no PS3 e Xbox 360. Aqui sim a bola era mais presa ao pé dos jogadores e os dribles mais duros.

Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)

Versão Switch também estava disponível para testes (Foto: Felipe Vinha)

Outra limitação notável é a presença de apenas dois times na versão de testes do Switch: Real Madrid e Chelsea, ainda que de forma completa e com todos os uniformes. Por outro lado, se você pretende comprar essa versão, pode ficar tranquilo ou tranquila, já que a EA garantiu que todos os times estariam presentes em todas as edições, incluindo nesta. A empresa também já confirmou que o motor gráfico Frostbite, do PS4 e Xbox One, não estará por aqui, o que explica o visual inferior.

De um modo geral, FIFA 18 agradou, mesmo na versão Switch, e mostrou que a EA resolveu arriscar pouco. Nada de errado nisso, desde que a série mantenha seu bom nível que vinha acumulando nos últimos anos. Veremos, no dia 29 de setembro, quando ele for lançado em sua versão final.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.