O Windows Defender vai passar a contar com um recurso avançado de detecção de vírus, que usa a nuvem e infecções de outros computadores para prevenir que uma praga virtual se espalhe. A técnica usa a base instalada de mais de 400 milhões de PCs com Windows 10 para identificar e isolar um vírus numa quarentena na nuvem. Dessa forma, computadores do mundo todo passam a ter subsídios para evitar infecções, impedindo ameaças sejam propagadas com facilidade.
Como escolher um bom antivírus? A novidade chega com o Windows Fall Creators Update, é exclusiva para Windows 10 e pode ser uma chave para impedir ataques de ransomware como o do WannaCry e do Petya.
Windows Defender terá capacidade de usar inteligência artificial e a nuvem...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.