Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A Microsoft defendeu o Windows 10 e afirmou que o sistema é o melhor para combater o vírus Petya – também chamado de NotPetya ou ExPtr. A ameaça do tipo wiper é considerada ainda mais perigosa que o WannaCry porque bloqueia todos os dados do computador sem chance de resgate. Segundo a fabricante, tanto Windows 10 quanto o Windows 10 S são eficientes para impedir a execução do vírus na máquina. Isso ocorre por conta da estrutura de segurança do software, que é diferente de versões anteriores.

Microsoft afirma que o Windows 10 é o sistema mais seguro contra ataques de vírus (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Microsoft afirma que o Windows 10 é o sistema mais seguro contra ataques de vírus (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Microsoft afirma que o Windows 10 é o sistema mais seguro contra ataques de vírus (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Um dos principais trunfos do Petya é sua alta capacidade propagação. Segundo a Microsoft, o criador do ataque usou uma série de técnicas de infecção automatizadas no código do vírus. Embora tenha tenha afetado computadores no Brasil, o malware fez 70% das suas vítimas na Ucrânia — com a maioria dos PCs rodando Windows 7.

Computadores com Windows 10 driblam a infecção pelo ExPtr com uma série de mecanismos. O principal é o boot seguro, que impede a execução de exploits paralelos para apagar os dados do sistema. Há ainda um guardião que age no ato da instalação de um programa infectado e um sistema de proteção contra roubo de identidade nativo. Esse conjunto de características acaba deixando uma superfície rasa na qual o Petya pode atuar.

No Windows 10 S a situação é, em tese, ainda melhor. Como o software só baixa programas da loja oficial, o Petya não consegue rodar o exploit inicial em um executável comum. Por mais que a máquina seja conectada em uma rede comprometida, o sistema da Microsoft seria capaz de rodar seus programas em um ambiente mais protegido contra esse tipo de ameaça.

Windows 10 só vai chegar em todos os PCs em 15 anos

Windows 10 estagnou desde que se tornou pago (Foto: Reprodução/NetMarketShare)Windows 10 estagnou desde que se tornou pago (Foto: Reprodução/NetMarketShare)

Windows 10 estagnou desde que se tornou pago (Foto: Reprodução/NetMarketShare)

Apesar do otimismo da Microsoft, a preocupação persiste em virtude da baixa adoção do Windows 10 no mundo. Segundo o último relatório do NetMarketShare, menos de 27% dos computadores do planeta rodam o sistema. O Windows 7, principal alvo do wiper, segue dominante, em praticamente a metade (49%) das máquinas.

Desde que a Microsoft parou de oferecer update gratuito do Windows 10, a presença do sistema só cresceu 0,002%, passando de 26,78% para 26,8%. A tendência é que, nesse ritmo lento de atualização, o Windows 10, lançado em 2015, só seja usado por todos em um prazo de 15 anos.

Qual o melhor Windows de todos os tempos? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.