O Final Fantasy 12 The Zodiac Age retorna agora, mais de 10 anos depois, com gráficos em alta definição e outras novidades no PS4. Quando Final Fantasy 12 foi lançado, no PS2, em 2006, causou certa estranheza por ser o primeiro título principal da série (e offline) a mudar completamente seu sistema de combate. O game, porém, foi elogiado justamente por conta de sua ousadia, ao apresentar lutas quase que em tempo real. Além disso, o jogo agradou pelo mundo gigantesco para exploração e a novidade de poder “programar” seus aliados durante a partida. Veja, na análise a seguir, o que mudou e como ficou a remasterização do clássico.
Remaster de Final Fantasy 12 é destaque nos lançamentos da semana
De volta a Ivalice Na história, nenhuma mudança. O Final Fantasy 12 continua tão bom quanto gostávamos na época em que saiu pela primeira vez. O jogo é centrado em Vaan, jovem que se envolve em uma história de rebelião e traições, ao lado de seu grupo de amigos – e aliados – na luta contra o império. Quem já jogou o original, vai se sentir em casa, quem está jogando pela primeira vez, será surpreendido a cada cena.
Final Fantasy 12 The Zodiac Age é a remasterização para PS4 (Foto: Divulgação/Square Enix) O jogo ainda se passa no mundo de Ivalice, o mesmo de Final Fantasy Tactics, e conta a história da luta entre os impérios de Archada e Rozarria. É neste cenário que Vaan e seu grupo são pegos de surpresa e o jogador assume o comando. Apesar da premissa bem simples, Final Fantasy 12 tem uma das histórias mais d...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.