Funcionários que não admitem "pequenos erros" e má conduta online podem gerar consequências ainda piores para uma empresa quando o assunto é segurança digital. De acordo com o relatório ''O Fator Humano na Segurança de TI: como os funcionários tornam as empresas vulneráveis de dentro para fora'', da Kaspersky Lab e da B2B International, que ouviu cinco mil empresas ao redor do mundo, quando um problema acontece, os funcionários não costumam ser sinceros para evitar punições, ou até mesmo demissões, e escondem essas falhas.
Os setores mais visados por golpes de ransomware no Brasil Segundo a pesquisa, o fator ''funcionário descuidado ou desinformado'' só perde para ataques de malware entre as prováveis causas de incidentes envolvendo segurança virtual. Além disso, numa investida de cibercriminosos, é provável que a primeira brecha explorada seja o controle humano sobre as máquinas atacadas.
Funcionários tendem a esconder incidentes de segurança de TI (Foto: Pond5) David Jacoby, pesquisador em segurança da Kaspersky Lab, explica que é comum o fato de criminosos usarem funcionários de determinada empresa como ponto de entrada para ter acesso à infraestrutura corporativa. Algumas das ações envolvem e-mails de phishing e chamadas falsas do suporte técnico, por exemplo. ''Até um cartão de memória comum caído no estacionamento do escritório ou perto da mesa da recepção pode comprometer toda a rede. Basta que alguém dentro ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.