Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Galaxy Note 8 é o mais novo celular top de linha da Samsung, sucessor do polêmico Note 7. O smartphone chega com a missão de agradar aos consumidores exigentes, que estão à procura de um hardware poderoso. A particularidade desta vez é que o lançamento precisa recuperar a boa fama da linha premium da fabricante, que foi chamuscada junto às baterias explosivas do modelo de 2016.

Na nova geração, o destaque vai para a câmera dupla, pela primeira vez adotada pela Samsung. O novo Galaxy Note também traz upgrade no processamento e na tela – com impressionantes 6,3 polegadas e bordas mínimas. Veja, na análise a seguir, o que mudou na ficha técnica e no preço do Galaxy Note 8, aparelho ainda sem data de lançamento no Brasil.

Galaxy Note 7: veja o teste do celular da Samsung de 2016 com leitor de íris

Galaxy Note 7: veja o teste do celular da Samsung de 2016 com leitor de íris

Design

O Note 8 é o celular com maior tela já lançado pela Samsung. O display de 6,3 polegadas é consideravelmente maior do que o da geração anterior, com suas 5,7 polegadas. Tirando a largura, que aumentou apenas 1 mm, as outras dimensões seguiram a tendência: são 8,6 mm de espessura contra 7,9 mm no Note 7; e 162,5 mm de comprimento contra 153,5 mm.

O smartphone também ficou mais pesado: agora são 195 g, contra 169 g do antecessor. O peso extra, porém, não interferiu na ergonomia. Nos primeiros contatos do TechTudo com o aparelho, o Note 8 mostrou que pode encaixar bem na mão do usuário.

O resultado positivo pode ser fruto da adoção da tela com bordas mínimas, introduzido no Galaxy S8. Por esse motivo, o novo Note se parece muito mais com a atual linha S do que com o seu antecessor.

Galaxy Note 8  tem tela infinita e design similar ao do Galaxy S8 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 8  tem tela infinita e design similar ao do Galaxy S8 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Galaxy Note 8 tem tela infinita e design similar ao do Galaxy S8 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Porém, não é só na tela que as semelhanças visuais entre os modelos de 2017 ocorrem. No Note 8, a Samsung abandonou o botão home físico, presente no Note 7, e colocou o leitor de impressão digital ao lado da câmera, exatamente como fez com o S8. O atual lançamento também vem com botão lateral dedicado à assistente de voz Bixby, uma novidade em relação ao modelo passado.

O que se mantém é o certificado IP68, que faz com que o aparelho resista até 1,5 metro embaixo d'água durante 30 minutos. O espaço para guardar a caneta S Pen também está inalterado, assim como a posição do leitor de íris.

Já as opções de cores mudaram, mas não muito. O Note 7 chegou nas versões preto, dourado, cinza prateado e azul coral, de tom metálico mais claro. No Note 8, o cinza não é mais prateado e o azul é escuro – por outro lado, o preto e o dourado continuam os mesmos.

Veja o que mudou do Galaxy Note 8 para o Note 7, de 2016 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Veja o que mudou do Galaxy Note 8 para o Note 7, de 2016 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Veja o que mudou do Galaxy Note 8 para o Note 7, de 2016 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Tela

A tecnologia do painel atual é a Super AMOLED, empregada também na geração passada. Como já mencionado, o Note 8 traz display 6,3 polegadas contra 5,7 polegadas do Note 7. A resolução também aumentou. Agora a tela é Quad HD+ (2960 x 1440 pixels), que traz mais linhas de pixels em relação ao Quad HD "simples" (2560 x 1440 pixels) do Note 7.

Por conta disso, a densidade de pixels passou de 518 ppi para 521 ppi. Em linhas gerais, pode-se dizer que a Samsung trouxe upgrades para que a experiência fosse tão boa quanto na geração anterior, mesmo em um display maior.

Galaxy Note 8 tem tela de 6,3 polegadas com resolução QuadHD+  (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 8 tem tela de 6,3 polegadas com resolução QuadHD+  (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Galaxy Note 8 tem tela de 6,3 polegadas com resolução QuadHD+ (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Câmera

O Note 8 marca a estreia da Samsung na tendência das câmeras duplas, recurso já adotado no iPhone 7 Plus, no Moto Z2 Force e no LG G6. O Note de 2016 tinha um sensor único de 12 megapixels na traseira, com abertura de lente f/1.7. A câmera principal tinha a tecnologia Dual Pixel e gravava vídeos em 4K (30fps).

No modelo atual, são dois sensores de 12 megapixels, ambos com estabilização óptica de imagem. Uma das câmeras é uma grande angular, que tem abertura de f/1.7 e conta com a tecnologia Dual Pixel. A outra é uma telefoto com f/2.4 de abertura, cujo sensor não possui o mecanismo de melhoramento dos pixels.

Galaxy Note 8 é o primeiro smartphone da Samsung com câmera dupla (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 8 é o primeiro smartphone da Samsung com câmera dupla (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Galaxy Note 8 é o primeiro smartphone da Samsung com câmera dupla (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

O principal avanço trazido pela adoção das duas câmeras é a capacidade de desfocar o fundo da foto para destacar o personagem – o famoso efeito Bokeh. Introduzido no iPhone 7 Plus como Modo Retrato, o recurso recebeu o nome de Live Focus no Note 8. No smartphone da Samsung, o usuário poderá controlar a intensidade do efeito, o que não é possível no celular da Apple.

Outro efeito positivo no componente extra é a possibilidade de zoom ótico, que aproxima a imagem "de verdade", e não apenas como recurso de software. O Note 8 chegou com zoom ótico de até 2x, feito pela teleobjetiva, além de ter zoom digital de até 10x.

Fora isso, a câmera principal continua gravando em 4K. HDR automático, modo panorâmico e detecção de rostos e sorrisos são recursos mantidos.

Já a câmera frontal saltou de 5 megapixels, no Note 7, para 8 megapixels. Tanto na geração anterior quanto na atual a abertura é de f/1.7 na lente da frente, o que tende a gerar boas selfies mesmo em ambientes com pouca luz.

Processamento

Em 2016, a Samsung lançou um aparelho com duas versões de hardware. Nos mercados americano e sul-coreano, o smartphone veio com processador Snapdragon 820, um quad-core com dois núcleos a 2,15 GHz e dois a 1,6 GHz.

No Brasil e em outros países, o Note 7 contava com o octa-core Exynos 8890, que tem quatro núcleos de 2,3 GHz e quatro a 1,6 GHz, acompanhado da GPU Mali-T880 MP12. Ambos os modelos vinham com memória RAM de 4 GB e armazenamento de 64 GB, com entrada para microSD de até 256 GB.

Em 2017, a história se repete, mas com outros modelos de processador. A versão americana do Note 8 terá o Snapdragon 835 (quatro núcleos de 2,35 GHz e quatro de 1,9 GHz), enquanto outros mercados receberão celulares com o Exynos 8895 (quatro núcleos de 2,3 GHz e quatro de 1,7 GHz).

Galaxy Note 8 tem processador octa-core e 6 GB de RAM (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 8 tem processador octa-core e 6 GB de RAM (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Galaxy Note 8 tem processador octa-core e 6 GB de RAM (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

O atual top de linha tem 6 GB de memória RAM e opções de armazenamento de 64 GB, 128 GB e 256 GB. Assim como no ano passado, o slot para cartão microSD vai suportar mídias de até 256 GB.

O Note 7 saiu de fábrica com Android 6 e nunca chegou a ser atualizado, dado que a fabricação foi suspensa antes da chegada de um novo Android. Já o Note 8 chegará com Android 7, e deve receber o upgrade para o Android O.

Bateria

O ponto mais sensível do lançamento é, sem dúvida, a bateria. Afinal, o Galaxy Note 7 saiu de circulação após sucessivos casos de explosão, causadas pelo superaquecimento do componente, e é natural que o consumidor esteja receoso quanto à segurança do novo aparelho.

Não por acaso, o evento de apresentação do Note 8 foi iniciado com um pedido de desculpas. A capacidade de carga foi reduzida de 3.500 mAh, no Note 7, para 3.300 mAh, no Note 8. É provável que a medida nada mais seja do que uma estratégia de marketing, já que o Galaxy S8 tem os mesmos 3.500 mAh do Note 7 e não apresentou nenhum problema nesse sentido.

Galaxy Note 8 passou por mais etapas de segurança da bateria do que antecessor Note 7 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 8 passou por mais etapas de segurança da bateria do que antecessor Note 7 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Galaxy Note 8 passou por mais etapas de segurança da bateria do que antecessor Note 7 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Para garantir que o fiasco não se repita, a Samsung adotou um novo processo de certificação de qualidade da bateria. As avaliações que já existiam – Raio-X, desmontagem, verificação visual, recarga e voltagem – foram aprimoradas. Além disso, a fabricante introduziu mais três etapas: simulação de uso acelerado, teste TVOC e de durabilidade.

Preço e disponibilidade

No Brasil, o Note 7 chegaria em setembro de 2016 com preço de R$ 4.299. A comercialização não chegou a ocorrer, pois a fabricante suspendeu as vendas nesse período, o que foi sucedido pelo fim definitivo da produção. Esse valor incluía fones de ouvido wireless e óculos de realidade virtual.

O Galaxy Note 8 chegará aos Estados Unidos no dia 15 de setembro. Ele sairá por US$ 929 na versão desbloqueada (sem vínculo com a operadora), o que dá cerca de R$ 2.930 em conversão direta, sem impostos de importação.

Não foram divulgadas informações sobre a disponibilidade por aqui durante o evento de lançamento. No entanto, executivos da Samsung Brasil disseram ao TechTudo que um lançamento nacional ocorrerá "entre setembro e outubro".

Além do próprio celular e a S Pen, a caixa do Note 8 inclui pinça e pontas para a caneta, fone de ouvido com fio, capinha, pino para ejetar, adaptador USB, conectores micro USB e USB tipo C e cabo USB – porém, nada de óculos VR.

Vale a pena esperar pelo Galaxy Note 8? Opine no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.