Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Quem sai em busca de uma nova placa de vídeo top de linha para seu computador pode acabar confundido pela existência de modelos Ti entre as opções da Nvidia. É o caso, por exemplo, das Geforce GTX 1080 e 1080 Ti: qual delas é melhor?

Aliás, existe alguma diferença? Se sim, quais são elas? A seguir, você vai conhecer o perfil destas duas placas, entender onde estão as diferenças e descobrir o que faz da 1080 Ti uma placa que pode ser mais de 30% mais rápida que a GTX 1080; e qual será a diferença no seu cotidiano.

Na ficha técnica

GTX 1080 Ti tem quantidade maior de memória RAM disponível (Foto: Viviane Werneck/TechTudo)GTX 1080 Ti tem quantidade maior de memória RAM disponível (Foto: Viviane Werneck/TechTudo)

GTX 1080 Ti tem quantidade maior de memória RAM disponível (Foto: Viviane Werneck/TechTudo)

As placas da Nvidia com denominação "Ti", referem-se a versões mais poderosas de lançamentos anteriores. Isso significa que a GTX 1080 Ti é uma placa mais rápida do que a GTX 1080.

Em termos de especificações técnicas, a versão "Ti" tem grande vantagem na memória, já que oferece um total de 11 GB de GDDR5X contra 8 GB disponíveis na GTX 1080. Além de quantidade maior, a Ti tem ainda uma largura de banda maiores: 484 contra 224 GB/s.

Na prática, isso significa que esse modelo pode trocar informações entre GPU e RAM de forma mais rápida, dando margem a uma capacidade de trabalho superior, seja em jogos, realidade virtual ou produção de conteúdo.

Falando em processador, há uma diferença também em termos de velocidade da GPU. Na GTX 1080 padrão, a velocidade nominal é de 1.480 MHz, com turbo de 1.582. Na GTX 1080 Ti, o clock gira entre 1.607 e 1.733 MHz.

Isso quer dizer que a Ti é mais lenta do que a 1080?

Segredo da vantagem da 1080 Ti, mesmo com velocidade nominal inferior, está na contagem total de núcleos (Foto: Divulgação/Nvidia)Segredo da vantagem da 1080 Ti, mesmo com velocidade nominal inferior, está na contagem total de núcleos (Foto: Divulgação/Nvidia)

Segredo da vantagem da 1080 Ti, mesmo com velocidade nominal inferior, está na contagem total de núcleos (Foto: Divulgação/Nvidia)

Na verdade não, apesar da velocidade de operação da GPU ser menor. Isso acontece porque, embora funcione numa faixa de clock mais baixa, a 1080 Ti tem muito mais núcleos CUDA: são 3.584 contra 2.560 núcleos na versão normal. Os CUDA são os núcleos de processamento de uma placa de vídeo da Nvidia e, em placas de mesma arquitetura, acabam sendo um referencial técnico mais importante do que a velocidade bruta.

A razão para isso está na forma como uma placa de vídeo funciona, processando uma enorme quantidade de dados de maneira paralela a cada segundo. O ato de controlar milhares de pixels ao mesmo tempo, além de outros aspectos de processamento de imagem. É por conta disso que ter mais núcleos, no fim das contas, acaba sendo mais importante do que a velocidade (desde que a comparação seja entre placas de mesma arquitetura). Em números, o poder computacional bruto da GTX 1080 Ti é de 11 teraflops contra 8 teraflops da GTX 1080.

Desempenho

A diferença na contagem de núcleos acaba fazendo da 1080 Ti uma placa 30% mais rápida do que a GTX 1080, em estimativas até conservadoras. Levando-se em conta versões com overclock de fábrica, essa margem de diferença pode ser até maior.

Diferenças de preço

1080 Ti da Nvidia dá conta de games em 4K, mas custa a partir de R$ 3.000 (Foto: Divulgação/Nvidia)1080 Ti da Nvidia dá conta de games em 4K, mas custa a partir de R$ 3.000 (Foto: Divulgação/Nvidia)

1080 Ti da Nvidia dá conta de games em 4K, mas custa a partir de R$ 3.000 (Foto: Divulgação/Nvidia)

Os preços dessas placas de vídeo acabam variando bastante em virtude das diversas versões existentes no mercado. Mas em geral, a GTX 1080 pode ser encontrada no Brasil por valores na casa dos R$ 2.500. Para adquirir uma GTX 1080 Ti, o piso do investimento sobe e fica na casa dos R$ 3 mil.

Qual delas é para você

Embora não tão rápida quanto a versão Ti, a GTX 1080 não decepciona em jogos, aplicativos pesados e mesmo na realidade virutal (Foto: Divulgação/Nvidia)Embora não tão rápida quanto a versão Ti, a GTX 1080 não decepciona em jogos, aplicativos pesados e mesmo na realidade virutal (Foto: Divulgação/Nvidia)

Embora não tão rápida quanto a versão Ti, a GTX 1080 não decepciona em jogos, aplicativos pesados e mesmo na realidade virutal (Foto: Divulgação/Nvidia)

A GTX 1080 Ti é consideravelmente mais rápida do que a GTX 1080, mas também custa mais caro. A questão é saber se a diferença de performance representa ganho relevante o suficiente para justificar o preço mais alto.

E aí o usuário precisa examinar suas prioridades. Se a ideia é realidade virtual, a GTX 1080 Ti terá mais folga, mas a GTX 1080 é completamente capaz de dar conta dos apps, jogos e experiências disponíveis no momento com bastante desenvoltura. Jogos e aplicativos pesados também não terão problemas para rodar na GTX 1080 com boa performance e qualidade gráfica.

Talvez o grande diferencial em termos de usabilidade da 1080 Ti atualmente esteja no 4K. Jogos nesta resolução precisam de mais memória RAM e se beneficiam bastante do reforço na contagem de núcleos disponíveis na Ti. Contudo, jogar em Ultra HD é uma exigência que você prevê durante a montagem ou aquisição do computador e por isso; a 1080 Ti acaba se posicionando como escolha mais sensata.

Como montar um PC gamer? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.