Uma nova falha descoberta no Internet Explorer pode expor para hackers qualquer texto digitado pelo usuário na barra de endereços do navegador. Segundo o pesquisador de segurança digital Manuel Caballero, o browser da Microsoft tem uma brecha que permite que sites infectados roubem informações sigilosas sem o conhecimento da vítima. O problema foi revelado pelo especialista com o objetivo de alertar a fabricante do software.
Como continuar usando o Adobe Flash Player até 2020 no navegador
Internet Explorer expõe sites visitados (Foto: Paulo Alves/TechTudo) Depois de acessar um site modificado para aproveitar a falha do IE, o usuário tem sua privacidade violada e passa a informar ao hacker, sem saber, todo o conteúdo digitado na barra do navegador. As informações podem incluir tanto endereços de outros sites quanto buscas a serem feitas na web – assim como o Google Chrome, o Internet Explorer aceita pesquisas no campo de URL, encaminhadas ao Bing. O Internet Explorer não é mais o navegador principal do Windows 10 depois da chegada do Microsoft Edge, mas ainda pode ser usado em qualquer PC se o usuário desejar. A falha de segurança foi identificada na versão mais recente do programa e ainda não tem correção. Em resposta ao site Ars Technica, a Microsoft afirma que deve oferecer a solução no pacote de atualizações do Windows 10 liberado todas as terças-feiras (Update Tuesday).
“O Windows tem um compromisso com o cliente para investigar os problemas de segurança relatados e atualizar proativamente os dispositivos impactados o mais rápido possível. Nossa política padrão é fornecer soluções através do nosso cronograma do Update Tuesday”. Para...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.