Uma brecha de segurança foi descoberta no iPhone, mas, desta vez, ela afeta somente quem ainda está utilizando o iOS 10 ou suas variações. De acordo com Gal Beniamini, especialista em segurança do Projeto Google Zero, smartphones e outros aparelhos que possuem chip Wi-Fi da fabricante Broadcom, como Apple TVs e Android TVs, apresentam esta possível falha, capaz de ceder acesso remoto a pessoas mal-intencionadas.
A vulnerabilidade permite que uma backdoor – porta de acesso total ao celular – seja instalada no sistema. O pesquisador alega que o problema foi corrigido no iOS 11, que já está disponível para todos. Até agora a Apple não comentou sobre o ocorrido.
O que muda com o iOS 11: veja principais novidades do sistema O que mudou no iOS 11: conheça 11 novidades interessantes no iPhone e iPad
A brecha foi descoberta no iOS 10.2, mas, segundo Beniamini, pode afetar até quem utiliza a versão 10.3.3, mais recente. Criminosos conseguem total controle sobre o celular afetado apenas com acesso ao endereço MAC do aparelho ou a identificação da porta de acesso. Com controle remoto do celular da vítima, um criminoso poderia escrever no código e modificar o sistema. Além disso, ele pode até mesmo obter dados pessoais, como login de redes sociais ou informações bancárias utilizadas em pagamento via internet. Para se proteger, a melhor alternativa fazer a atualização para o iOS 11, caso seu aparelho seja compatível. O sistema está disponível para celulares a partir do iPhone 5S ou tablets a partir do iPad Mini 2. Como novidades, a plataforma oferece uma Central de...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.