Fatal Fury é um dos maiores clássicos entre os jogos de luta. Lançado inicialmente para o Neo Geo em 1991, posteriormente o game foi portado para diversos sistemas, como Android, iOS e Nintendo Switch. Seu último capítulo foi lançado em 1999, mas um remake da aclamada franquia da SNK poderia ser bem aceito pelos jogadores modernos. Confira algumas ideias e conheça o legado da série:
Lista reúne curiosidades e polêmicas do game de luta Fatal Fury
Entre planos Apesar de seus gráficos lindos e elenco de personagens marcantes, Fatal Fury causou uma bela impressão em seu lançamento. Isso se deu especialmente por causa de sua jogabilidade sem precedentes, muito mais fluída e repleta de opções táticas que os demais jogos da época. A possibilidade de saltar nas diferentes dimensões da tela, alternando entre a frente e o fundo do cenário para fugir e então colocar pressão no oponente, ajudou os videogames a ampliar seu senso de espaço. Além disso, a tecnologia também facilitou o salto para as 3 dimensões, algo bem aproveitado nas décadas seguintes, até mesmo por outras franquias.
Fatal Fury inovou em seu lançamento com saltos entre duas dimensões (Foto: Divulgação / SNK)
Geese em 3D Em julho de 2017, a Bandai Namco anunciou mais um lutador para Tekken 7, o game de luta tridimensional: Geese Howard, o eterno vilão de Fatal Fury. Essa decisão só aumenta a vontade de ver um novo título próprio da série da SNK. Não há dúvidas de que o potente hardware de consoles como o Switch, PS4 e Xbox One poderiam proporcionar belos gráficos e impressionantes modelos 3D super detalhados de outros personagens queridos como Terry Bogard e Mai Shiranui.
Capa do primeiro Fatal Fury, cujo vilão foi homenageado no recente Tekken 7 (Foto: Divulgação / SNK) Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone
Tal pai, tal filho Se a jogabilidade em 3D tirar a identidade de Fatal Fury, os desenvolvedores também poderiam trilhar o caminho oposto e buscar inspiração justamente em um dos “filhos” do jogo: King of Fighters!
The King of Fighters XIV foi bem recebido em seu lançamento em 2016 e seria curioso vê-lo servir de base para um novo Fatal Fury, fechando o círculo de inspirações. Aliás, The King of Fighters era o subtítulo do primeiro Fatal Fury e o nome do torneio no qual os heróis combatiam.
Fatal Fury foi a base de The King of Fighters, série de luta de maior sucesso dos fliperamas (Foto: Reprodução / YouTube)
Ded...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.