A edi??o anual do?Security Analyst Summit (SAS), evento da?Kaspersky Lab, em Cancun, M?xico, tratou de um tema muito pol?mico: biohack. Uma demonstra??o pol?mica contou com a presen?a de Hannes Sjoblad, representante da Associa??o Sueca de Biohacking, que comentou sobre os riscos e vantagens da t?cnica que insere chips e outros componentes no corpo humano; veja como funciona.
Especialista alerta para softwares que alteram DNS para facilitar ataques
Hannes Sjoblad fazendo um implante de chip no palco, o famoso biohack (Foto: Reprodu??o/Threatpost Kaspersky)
Qual ? o melhor antiv?rus gr?tis? Comente no F?rum do TechTudo
A t?cnica consiste na implanta??o de chips no corpo humano. Estes pequenos aparelhos podem ser usados como forma alternativa de autentica??o, eliminando crach?s e senhas, ou at? para fazer o rastreamento de informa??es de sa?de dos usu?rios.?Durante o evento de seguran?a digital, Sjoblad apostou no futuro do biohack e teve um chip implantado em uma de suas m?os diretamente no palco por um body piercing. O representante da Associa??o Sueca afirmou que acredita?que os implantes em breve poder?o suplantar chaves de carro, cart?es de proximidade (NFC) e outros autenticadores. Em contrapartida, a tecnologia poder? adicionar um risco para o bem estar f?sico e a privacidade, completou.
Tipos de biohack
O uso de chips NFC implantados tem dois tipos b?sicos de categorias de aplica??o: identifica??o e armazenamento de informa??o. No primeiro, os chips podem ser usados para identificar e autenticar o usu?rio para a entrada em um edif?...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.