Economia. Essa palavra mágica faz com que muita gente recorra a produtos usados para comprar os eletrônicos que sempre quis ter, mas não cabem no orçamento em versões de primeira mão. Com as caixas Bluetooth não é diferente. Marcas como Beats, JBL e Ultimate Ears, que costumam vender speakers um pouco mais caros, ou até mesmo as mais difíceis de encontrar no Brasil, como a Xiaomi, podem ser comprados em sites de leilão ou redes sociais por preços muito mais baixos e, por isso, alguns usuários acabam tentados a assumir o risco.
Vale a pena comprar um MacBook usado? Veja prós e contras Mas é preciso estar atento. Falsificações, golpes e defeitos omitidos não são assim tão raros. Por isso, quem opta por esse tipo de transação deve tomar cuidados para não acabar levando prejuízo. Reunimos, abaixo, algumas dicas sobre as vantagens e as precauções que se deve tomar nessa empreitada e podemos ajudar a tornar sua aquisição mais segura; confira.
Caixa Bluetooth usada; veja se vale a pena (Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo)
Preços mais baixos podem ser vantagem No site oficial ou em lojas do varejo online, uma Beats Pill +, da Apple, custa entre R$ 1.044 e R$ 1.099. Ao buscar por produtos de segunda mão, entretanto, esse valor cai drasticamente, chegando aos R$ 600, R$ 450 e, em alguns casos, é possível encontrá-la na casa dos R$ 300. O mesmo acontece com a JBL Charge 2 Plus, que, apesar de já não estar tão disponível, é comumente vendida na faixa dos R$ 800 quando novas. Não é preciso uma busca muito aprofundada, ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.