Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Black Desert é um jogo de RPG online que se originou na Coreia do Sul e, aos poucos, está dominando o mundo com gráficos de destaque e jogabilidade de ação. O game chegou ao Brasil em julho deste ano, mas veio com uma boa parte de seu conteúdo faltando. Na Brasil Game Show 2017 a distribuidora RedFox aproveitou para apresentar novidades e permitir que o público teste as inclusões. Além disso, pequenos torneios de arenas do título foram promovidos, a fim de passar a sensação competitiva que ele propõe. Confira:

O MMO mais bonito do momento

Uma coisa é certa: Black Desert poderia ter vindo para a Brasil Game Show apenas para reforçar seu posto como “mais bonito do gênero”. O título tem realmente gráficos de incrível destaque. Mesmo nas estações de teste que não estavam rodando o game na qualidade máxima, ele se destacava em relação aos outros ao redor. Esta é uma aventura que justifica aquela melhoria nas peças do PC.

Black Desert levou muitos fãs ao seu estande na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)Black Desert levou muitos fãs ao seu estande na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Black Desert levou muitos fãs ao seu estande na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Mas Black Desert não é só feito de gráficos. Testamos um pouco do jogo no estande oficial, mas apenas o trecho inicial da aventura. Após selecionar um personagem pré-criado – não era possível criar do zero, pois gastaria muito tempo – jogamos os primeiros 15 minutos, que não possuíam nada de inédito, na verdade, só serviam para apresentar o título a quem ainda não conhecia.

A jogabilidade permaneceu exatamente a mesma que já tivemos contato anteriormente, apenas rodando em um computador com configurações diferentes. Contudo, é cabível relembrar que Black Desert não é um MMORPG comum. Por ter suas origens asiáticas, ele é focado não apenas no visual, mas também na ação de primeira qualidade, com golpes rápidos e cenas com boa direção.

Era possível jogar os 15 primeiros minutos de Black Desert (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)Era possível jogar os 15 primeiros minutos de Black Desert (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Era possível jogar os 15 primeiros minutos de Black Desert (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

O sistema de missões e guia do jogador funcionam muito bem ao longo destes primeiros minutos. O personagem que te guia, uma esfera negra com olhos e boca, dá dicas importantes sobre o que fazer, apesar dos comandos confusos inicialmente.

Novidades vindo aí

Outro ponto importante de Black Desert na BGS foi a apresentação de novidades pontuais para os fãs. A primeira delas é a inclusão de duas novas classes, Musah e Maehwa, que serão somadas às atuais 10 que já estão presentes na versão nacional. As duas já são velhas conhecidas de quem jogava no servidor asiático e devem chegar aqui em breve. Quem foi à feira pôde conhecer um pouco de cada uma.

Novos personagens foram anunciados na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)Novos personagens foram anunciados na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Novos personagens foram anunciados na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

O Musah é um exímio espadachim, com fortes traços orientais, como um samurai. Suas habilidades são rápidas e exigem pouco do jogador, já que funcionam na base de uma combinação de cliques e botões, com combos quase que automáticos. As Maehwa são, basicamente, as versões “femininas” dos Musah, guerreiras também especializadas em combate com espadas e golpes rápidos. Seu visual é mais inspirado nas Kunoichi, as ninjas japonesas.

Valência foi a nova região apresentada durante a feira e também deve chegar ao jogo nas próximas atualizações do servidor nacional. É nela que fica o grande deserto que dá nome ao game, com cidades características deste tipo de ambiente e outros elementos para descobrir ao longo da jogabilidade.

Black Desert na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)Black Desert na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Black Desert na BGS 2017 (Foto: Felipe Vinha/TechTudo)

Por fim, foi na BGS que os jogadores conferiram apresentações do modo de combate na arena de Aresha. Mas este módulo não deu acesso ao público, apenas em eventos realizados no palco pela empresa publicadora. Competições oficiais foram realizadas no local, entre YouTubers e jogadores profissionais, para demonstrar o potencial da novidade.

Com todo o conteúdo e apresentações de Black Desert vistos na BGS 2017, já dá para dizer que o jogo tem potencial para ser o MMORPG mais utilizado no Brasil nos próximos meses. A combinação de gráficos e jogabilidade “agitada” conferem a ele atrativos que não são encontrados em outros disponíveis no nosso território. Além disso, a isenção de mensalidade – para jogar, basta comprar apenas uma vez – e as atualizações gratuitas e relevantes também fazem com que ele se torne vantajoso para quem quer aproveitar gastando pouco.

Qual o melhor MMORPG? Opine no fórum do TechTudo!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.