A TP-Link emitiu uma nota oficial reconhecendo que parte de seus produtos é afetada pela vulnerabilidade KRACKs, que permite a invasores a capacidade de interceptar informações em redes Wi-Fi. Além disso, a marca identificou os modelos de roteadores e outros equipamentos de rede sem fio que podem ser alvo bem-sucedidos de ataques em WPA2, salientando que todos esses aparelhos receberão atualizações de firmware para eliminação do problema dentro das próximas semanas.
Como se proteger da falha no protocolo WPA2 de redes Wi-Fi
TP-Link Archer C3200 traz seis antenas externas (Foto: Luana Marfim/TechTudo) (Foto: TechTudo) A TP-Link declarou estar ciente das vulnerabilidades de protocolo WPA-2. "Afeta alguns dos nossos produtos e esclarecemos que o ataque só acontece quando um invasor está em proximidade física e dentro do alcance sem fio de sua rede, acontecendo somente quando um usuário se conecta à rede Wi-Fi”, disse. A fabricante disse que a falha pode ser corrigida com atualizações de software. Modos Roteador ou AP A marca também faz algumas recomendações ao usuário para que riscos sejam contornados até que tudo esteja atualizado. Segundo a TP-Link, é importante que os equipamentos da marca estejam configurados para operar apenas no modo roteador, ou então no modo AP (Access Point, em que o roteador compatível com esse tipo de função é usado para estender o alcance da rede). De resto, a marca encoraja o consumidor a manter atualizados os sistemas operacionais de celulares, computadores e tablets conectados aos mesmo roteadores. Com essas duas medidas (modo roteador ou AP e sistema operacional em dia), o usuário pode ficar seguro até que atualizações de firmware sejam liberadas. Adaptadores sem fio e nuvem Para adaptadores sem fio, a recomendação é de que o usuário procure atualizar o sistema operacional de seus equipamentos — não há solução de configuração do aparelho, em que alterando o regime de funcionamento se elimina o risco. Já produtos Cloud da TP-Link deverão emitir notificações a respeito de atualizações nos painéis de controle e interfaces usadas em navegadores e aplicativos, conduzindo assim o processo de atualização de forma automática.
Aparelhos afetados e firmwares A TP-Link também organizou uma lista com os equipamentos vulneráveis ao KRACKs e afirma que novos firmwares que corrigem o problema serão liberados nas próximas semanas. Os roteadores abaixo são afetados pelo problema se estiverem funcionando nos modos repetidor, WISP ou cliente. Como destaca...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.