Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Twitter está preparando uma atualização na sua política de conteúdo para impedir o avanço de posts abusivos. O microblog revela que vai agir de forma mais agressiva nesses casos, suspendendo de forma imediata usuários e posts relacionados à nudez não consensual — como fotos upskirts (embaixo da saia) e feitas com câmeras escondidas —, símbolos de ódio, grupos violentos e tweets que incentivam a violência também fazem parte da lista.

CEO do Twitter quer combater conteúdo abusivo na plataforma (Foto: Reprodução/Twitter)CEO do Twitter quer combater conteúdo abusivo na plataforma (Foto: Reprodução/Twitter)

CEO do Twitter quer combater conteúdo abusivo na plataforma (Foto: Reprodução/Twitter)

Parte das mudanças podem ser vistas em um e-mail — revelado pela revista Wired —, enviado para os membros do Conselho de Confiança e Segurança do microblog. O texto foi escrito pelo chefe da Política de Segurança do serviço como resposta a uma série de tweet feitos por seu CEO, Jack Dorsey, na sexta-feira (13).

Nas mensagens no seu próprio perfil, Dorsey comenta os esforços do Twitter para evitar que “vozes sejam silenciadas” desde 2015 e aponta as diretrizes gerais da nova política, que deve ser divulgada oficialmente e adotada em poucas semanas.

Jack Dorsey comenta sobre os esforços da rede social para evitar que Jack Dorsey comenta sobre os esforços da rede social para evitar que

Jack Dorsey comenta sobre os esforços da rede social para evitar que "vozes sejam silenciadas". (Foto: Reprodução/Twitter)

Os detalhes das novas regras e como elas serão reforçadas ainda não estão completos e as informações divulgadas pelo e-mail interno aos membros do Conselho do Twitter se referem às propostas gerais da nova política.

Um exemplo é a nova abordagem com nudez não consensual:

"Vamos suspender imediatamente e permanentemente qualquer conta identificada como fonte original de nudez não consensual ou se o usuário deixar claro que está postando este conteúdo com a intenção de assediar", diz o e-mail.

Vale destacar que o microblog passa a considerar como nudez não consensual imagens upskirts (que mostram roupas íntimas de mulheres por baixo de suas saias ou vestidos), creep shots (que mostram mulheres de costas usando calças justas) e vídeos feitos com câmeras escondidas sem qualquer autorização.

A nova política também aborda que posts e usuários relacionados a imagens ou mensagens com símbolos de ódio, grupos violentos e tweets que incetivem violência serão suspensos da mesma forma. A própria plataforma de microblog reconhece que alguns destes tópicos são subjetivos e devem resultar na remoção de uma quantidade maior de publicações do serviço.

"Nós nos sentimos confortáveis em tomar esta decisão, presumindo que só vamos remover conteúdo abusivo que viola nossas regras. Para garantir que isto aconteça, nossas equipes operacionais de produtos vão investir pesado em melhorar nosso processo de recursos para revisões", garante o e-mail.

Além de implementar regras mais severas, a rede social também planeja criar uma página de ajuda para explicar os fatores levados em consideração ao tomar estas decisões e atualizar a linguagem usada em e-mails de contato para informar usuários que suas contas foram bloqueadas por esses mesmos motivos.

Via Wired e Twitter

Qual a sua rede social favorita? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.