O iPhone 8 e o iPhone 8 Plus chegam ao Brasil ainda neste ano como opções de upgrade para quem tem modelos antigos. Eles devem enfrentar a concorrência acirrada do Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus, da Samsung, que desembarcaram no país há alguns meses e desde então caíram de preço. A dúvida que fica é a seguinte: o consumidor deve esperar o lançamento do iPhone e pagar caro por um smartphone que não é o mais poderoso da Apple, visto que o iPhone X também vem aí?
Para vencer a disputa, a Apple aposta na conhecida integração entre hardware e software que resulta em desempenho fluido no dia a dia. Além disso, apesar do S8 ser conhecido pela quantidade de funções, há pelo menos oito recursos exclusivos do iPhone 8 que não estão presentes no rival, conforme você vê nas linhas a seguir.
Lançamentos da Apple em 2017: vídeo apresenta o iPhone 8, o iPhone 8 Plus e o iPhone X iPhone 8 faz repeteco de anos anteriores; destaque vai para recarga sem fio
1. Touch ID A Apple abandonou o Touch ID no iPhone X, mas o leitor de impressões digitais permanece no iPhone 8 – e melhor, na parte frontal, junto do botão Home. Se no Galaxy S8 o sensor biométrico fica localizado na traseira do aparelho, o celular da Apple segue com o posicionamento clássico do componente logo abaixo da tela. O Touch ID é uma vantagem para quem tem mãos pequenas e, por isso, tem dificuldades de alcançar o leitor do S8 próximo à câmera. Além disso, só com o recurso na parte frontal é possível desbloquear o celular confortavelmente sobre a mesa sem precisar digitar senhas.
iPhone 8 continua com sensor de impressões digitais na frente (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)
2. Botão de início O novo design do Galaxy S8 traz uma tela que ocupa a maior parte do setor frontal, deixando de lado o clássico botão de início do aparelho. Embora haja quem se acostume com a tecla sob o display, parte do público pode querer uma solução mais tradicional. No iPhone 8, a Apple mantém o botão de início como no iPhone 7, dando acesso rápido à Siri.
iPhone 8 tem botão vibratório multifunção (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)
3. 3D Touch A Apple implementou o 3D Touch no iPhone 6S e a mantém a função na linha atual, incluindo os iPhones 8 e 8 Plus. O recurso permite acessar menus secundários em vários cenários de uso, que vão desde atalhos da tela inicial até funções ocultas dentro de apps. No iOS 11, o toque forçado na tela é essencial para usar alguns recursos do aparelho, como as notificações da tela inicial.

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.