Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

The Evil Within 2 é um jogo de horror produzido pela Bethesda para PS4, Xbox One e PC. Nele, vivemos a vida de Sebastian, protagonista do game original, que é levado novamente ao STEM. Desta vez, ele volta ao mundo para salvar sua filha, que misteriosamente está viva. Apesar de ser bem difícil e dar sustos a todo o momento, o título permite que você sobreviva com algum esforço e, mesmo em situações mais aterradores, dá meios para que o jogador saia bem dos momentos mais complicados. Veja dicas para jogar:

Dicas para se dar bem em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Dicas para se dar bem em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Dicas para se dar bem em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Não tenha medo... de fugir

Naturalmente, The Evil Within 2 te dá medo. Ele foi feito para isso. Monstros assustadores, sustos mil, mas nem sempre precisa ser assim. Quando se deparar com uma criatura desconhecida que você não sabe bem o que faz ou como ataca, não tenha medo de fugir!

Fugir é quase sempre uma opção em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Fugir é quase sempre uma opção em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Fugir é quase sempre uma opção em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

O game te dá todas as possibilidades para tentar se esconder ou despistar inimigos normais. Ainda que não seja tão adequado, é possível escapar com algum trabalho extra, seja por vida curta ou falta de munição. Contudo, tenha cuidado: os monstros são bem inteligentes e não deixarão que você suma sem mais nem menos.

Siga sempre o comunicador

O comunicador é uma importante ferramenta em The Evil Within 2 e coloca muita informação à disposição de Sebastian. Saiba seguir suas dicas e encontrar a localidade de outros elementos, itens ou sobreviventes no STEM.

Não ignore o comunicador e seu menu em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Não ignore o comunicador e seu menu em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Não ignore o comunicador e seu menu em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Sem o comunicador, sua vida vai ficar bem mais complicada. Explicamos isso pois suas dicas podem parecer meros tutoriais do próprio jogo, mas não são. Não as ignore em hipótese alguma se quiser sobreviver um pouco mais.

Jogue com calma (na medida do possível)

Apesar de ter elementos de ação, The Evil Within 2 é um game para ser explorado nos mínimos detalhes. Jogue com calma, não pense em correr para terminar e ver logo a sequência de cenas finais.

Jogue com calma e explore tudo em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Jogue com calma e explore tudo em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Jogue com calma e explore tudo em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Explore os cantos escuros, destrua caixotes para revelar itens e, claro, não deixe de aproveitar cada segundo da campanha. Essa dica é ainda mais recomendada nas dificuldades mais altas, carregadas de desafio superior.

Prefira sempre a furtividade

Por falar em calma, a furtividade é sua amiga em The Evil Within 2. Escolha permanecer nas sombras, evite combates e encontros indesejados. Os jogadores que fazem isso têm mais chance de sobreviver por algum tempo sem ser interrompidos. É no acobertamento que você encontra menus para matar automaticamente inimigos distraídos.

Furtividade vai te ajudar, e muito, em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Furtividade vai te ajudar, e muito, em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Furtividade vai te ajudar, e muito, em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Como já deixamos claro, as sombras são suas amigas. Esgueire-se por cantos e escolha ficar atrás de móveis ao longo dos mapas que são dentro das casas, ou por trás de objetos diversos em outros locais de Union. Fique sempre atento ao ícone de olho que aparece no topo da tela. Se ele mudar, quer dizer que um inimigo te viu. Uma boa dica para distrair oponentes e usar mais a furtividade é, por exemplo, lançar objetos como garrafas em outro canto do cenário.

Economize balas

Chegamos àquela dica precisamente voltada para o gênero de sobrevivência de horror: economize balas. Não é brincadeira, já que toda a munição é escassa ao longo do jogo. As armas brancas, de corte, fazem um trabalho melhor para eliminar monstros mais simples ou abrir caixotes.

Tente gastar pouca munição em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Tente gastar pouca munição em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Tente gastar pouca munição em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

É claro que teremos momentos nos quais as balas serão imprescindíveis e você terá que descarregar pentes inteiros para eliminar os inimigos. Contudo, é sempre bom ter aquela reserva adicional, para fazer com que uma batalha de chefe seja mais simples, por exemplo.

Machado: a melhor arma branca

Por falar em armas brancas... Elas são as armas de corte, que não gastam munição e te oferecem ataques praticamente infinitos contra qualquer monstro padrão. Dentre elas, o machado é a melhor, com golpes mais fortes e precisos.

Armas brancas em tudo! The Evil Within 2 é repleto delas (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Armas brancas em tudo! The Evil Within 2 é repleto delas (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Armas brancas em tudo! The Evil Within 2 é repleto delas (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Na maioria do tempo, Sebastian terá a clássica “faquinha” à sua disposição, mas a partir do momento em que conseguimos o machado, a experiência de combate muda completamente. Não tenha medo de usá-lo no lugar das armas de fogo, inclusive.

Sempre mova a câmera

Essa dica está ligada com outras que citamos mais acima: a câmera é um dos segredos para se dar bem em The Evil Within 2. Alguns inimigos atacam sem aviso, silenciosos e, principalmente, por trás.

Olhe ao seu redor com a câmera em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Olhe ao seu redor com a câmera em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Olhe ao seu redor com a câmera em The Evil Within 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Ter todo o cuidado para não receber um golpe desprevenido ou morrer sem ser alertado é primordial no game. Infelizmente, não dá para olhar para a frente sempre, então é ideal que você sempre vigie outros ângulos da cena.

Jogar no 'Easy' não é vergonha

Por fim, saiba que The Evil Within 2 tem pelo menos três níveis de dificuldade iniciais. Começar no mais fácil não é vergonha alguma e, inclusive, é indicado pelo próprio diretor do jogo, Shinji Mikami – que foi o produtor e co-criador do primeiro.

Não tenha medo de tentar uma dificuldade mais fácil (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Não tenha medo de tentar uma dificuldade mais fácil (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Não tenha medo de tentar uma dificuldade mais fácil (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

The Evil Within 2 já é difícil por natureza, dada a variedade de momentos tensos, e jogar no “Casual”, o nível mais fácil, ajuda na adaptação dos controles e no desenrolar da história. Depois, é possível repetir a partida, em dificuldade superior, mas não se acanhe em começar pela mais simples – mesmo nesta dificuldade há um certo desafio alto.

The Evil Within é uma boa promessa de terror? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.