A Internet via rádio ainda está presente em muitas cidades e, na maioria das vezes, é a única alternativa para conexão banda larga em determinadas regiões. Por outro lado, a fibra ótica está mais restrita aos grandes centros urbanos e, por uma questão estratégica das operadoras, pode não estar disponível em todos os bairros.
Conheça, nas linhas a seguir, um pouco mais das duas tecnologias para garantir o acesso à Internet e veja quais as vantagens e desvantagens de cada uma. Descubra como funciona a Internet por fibra ótica
Mais dicas sobre Internet: saiba como ampliar o sinal Wi-Fi da sua casa com repetidores
Como funciona A conexão via rádio, também chama de Fixed Wirelss Acces, utiliza três pontos principais. O primeiro é obviamente a Internet. O provedor via rádio contrata um link de uma operadora empresarial, que fornece a conexão. O segundo ponto é a transmissão. Por uma torre, também chamada de POP, uma ou mais antenas são fixadas e ficam responsáveis pela emissão das ondas de rádio – em alguns casos são várias torres com antenas que conversam entre si. Também é necessário uma antena fixada na residência do cliente para receber o sinal . Um pequeno modem conectado à antena e ao computador pelas portas RJ-45 ou USB faz a conversão do sinal de rádio em Internet. Já na conexão por fibra ótica, um cabo é instalado até a casa do cliente. Este cabo é composto geralmente por vidro, plástico e um tipo de manta para proteção contra impacto e torções. A transmissão do sinal é feita por feixes de luz. Os dados percorrem toda a extensão do cabo, da central da operadora até o modem, em uma velocidade muito maior do que nos cabos de cobre, utilizado em conexões DSL.
Usando luz em vez de eletricidade, fibras óticas oferecem uma série de vantagens perante os fios de cobre tradicionais (Foto: Divulgação/StellarNet)
Estabilidade Uma das principais diferenças entre uma conexão via rádio e uma Internet por fibra ótica é a estabilidade. A instalação adequada da Internet por rádio depende de vários fatores. O mais importante é a visualização mútua entre as antenas que emitem e recebem o sinal. Basicamente, para uma transmissão acontecer sem problema, é preciso que as antenas estejam se "enxergando", ou seja, posicionadas em um ponto sem interferência. A distância entre elas também é um fator importante, assim como todos os equipamentos utilizados na rede. Isso não é um problema para a fibra ótica, já que a conexão é feita por um cabo da central até...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.