L.A. Noire: testamos a nova versão remasterizada do game
Aclamado pelo público e pela crítica, o título chamou atenção pelo sistema de interrogatório, que coloca o jogador para descobrir, por meio da análise da expressão facial, se uma testemunha está mentindo ou escondendo algo. Entretanto, L.A Noire também se destacou por diversos problemas de produção: demorou sete anos para ficar pronto, trocou de publisher e teve parte do conteúdo cortado. Para conhecer essas e outras curiosidades, confira a lista a seguir:
L.A. Noire quase foi exclusivo da Sony
Capa de L.A Noire (Foto: Divulgação/Rockstar Games) A desenvolvedora Team Bondi foi criada em 2003 por Brendan McNamara, que escreveu e dirigiu The Getaway, game exclusivo para PlayStation 2. Quando decidiu lançar L.A. Noire, a Team Bondi conseguiu com que a Sony o publicasse, porém, em 2006, dois anos após o início da produção, a gigante japonesa ficou insatisfeita com os resultados e desistiu de ser a publisher. Foi então que a Rockstar entrou na história e resolveu bancar o projeto, lançando versões para outras plataformas.
LA Noire foi o único jogo da Team Bondi
Logo da Team Bondi em L.A. Noire (Foto: Reprodução) L.A. Noire foi um projeto problemático: após sete anos de produção e um investimento de R$ 50 milhões, o game sofreu diversos atrasos e só foi lançado em maio de 2011. A empresa seria fechada três meses depois por divergências com a Rockstar, denúncias de assédio moral e não pagamento de horas extras. A Team Bondi acabou sendo comprada pela Kennedy Miller Mitchell, a produtora dos filmes de Mad Max.
Jogo sofreu influência do expressionismo alemão
L.A. Noire bebe da fonte dos filmes noir (Foto: Divulgação) Em diversas entrevistas, o diretor Brendan McNamara conta que as principais influências de L.A. Noire vêm de romances policiais, como os de Raymond Chandler e James Ellroy, e filmes da era noir, como Cidade Nua (1948). McNamara também cita Fritz Lang, o mestre do expressionismo alemão, como uma de suas inspirações: “Uma coisa que realmente admiro era como, com apenas duas ou três câmeras em cena, era possível criar tanto efeito dramático. Acho que aquilo era o mais legal do cinema antigo”.
Atores de Mad Men participaram de L.A. Noire
Aaron Staton vive Cole Phelps em L.A. Noire (Foto: Divulgação) O protagonista Cole Phelps é interpretado por Aaron Staton, que faz o papel de Ken Cosgrove na aclamada série Mad Men. Além dele, outros atores fixos da série também participam do game ...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.