Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Como já acontece em celulares da Apple desde o iPhone 7, o Razer Phone é outro aparelho que não vai vir com entrada P2 para fone de ouvido. Em seu perfil no Facebook, Min-Liang Tan, CEO da empresa conhecida pelos acessórios gamer, explicou alguns motivos que levaram à decisão polêmica sobre o modelo, anunciado no início de novembro.

A resposta aos fãs da marca é basicamente a mesma dada pela Apple: liberar espaço interno do dispositivo para conseguir melhorar alguns componentes, como aumentar a capacidade da bateria. A qualidade do áudio pela porta USB-C ou por Bluetooth também é superior, de acordo com o presidente da Razer.

Razer Phone não traz conector P2 para fone de ouvido (Foto: Divulgação/Razer)Razer Phone não traz conector P2 para fone de ouvido (Foto: Divulgação/Razer)

Razer Phone não traz conector P2 para fone de ouvido (Foto: Divulgação/Razer)

Tirar a entrada padrão para fone de ouvido levanta um debate entre os usuários. Apesar da promessa de melhoria da qualidade do áudio e todas as vantagens que um fone Bluetooth possa trazer, muita gente acredita que é um erro. O maior problema está na necessidade do uso de adaptadores, caso não se tenha um fone sem fio a mãos e haja a necessidade de carregar o aparelho e escutar música - por um fone com fio por USB-C, no caso do Razer Phone - ao mesmo tempo.

No supercelular da Razer, uma das maiores vantagens na remoção do conector P2 está em um aumento considerável na capacidade da bateria. Apenas com a liberação do espaço interno, Min-Liang Tan disse que foi capaz de adicionar cerca de 500 mAh. Isso foi necessário para o aparelho trazer 4.000 mAh, superior a outros modelos concorrentes. Com isso, o smartphone seria capaz de reproduzir cerca de 60 horas de músicas com uma única carga.

A dissipação da temperatura também foi melhorada com a remoção do conector, segundo o CEO. Este é um fator importante para garantir a performance do dispositivo, já que o Razer Phone é voltado para games. Com mais espaço foi possível criar uma melhor forma para evitar o superaquecimento dos componentes.

Com a retirada do P2, o celular também pode entregar um áudio mais potente. O aparelho traz um DAC dedicado de 24-Bit com certificação THX, que promete som de cinema. A ideia era entregar uma qualidade digna para os usuários mais exigentes. De fato, o áudio do aparelho tem sido bastante elogiado na Internet.

Razer Phone tem preço sugerido de US$ 699 nos Estados Unidos (Foto: Divulgação/Razer)Razer Phone tem preço sugerido de US$ 699 nos Estados Unidos (Foto: Divulgação/Razer)

Razer Phone tem preço sugerido de US$ 699 nos Estados Unidos (Foto: Divulgação/Razer)

Min-Liang Tan também ressaltou o lançamento de fones da linha HammerHead com USB-C e Bluetooth, compatíveis com o smartphone. Aqui no Brasil, a versão Wireless pode ser encontrada por volta de R$ 500. O acessório traz oito horas de autonomia.

Top de linha com pegada gamer

O Razer Phone traz como principal característica a tela de 5,7’’ com 120 Hz de taxa de atualização e resolução Quad HD (1440 x 2560). Além disso, o modelo também vem com o Snapdragon 835, considerado o melhor processador entre os smartphones Android lançados até agora. O aparelho traz ainda 64 GB de armazenamento, 8 GB de memória RAM, câmera dupla com 12 MP e 13 MP e Android 7.1 Nougat. O preço é de US$ 699, em torno de R$ 2.200 sem os custos de importação. Não há previsão para o modelo ser vendido oficialmente no Brasil.

Especificações do Razer Phone

  • Sistema: Android 7.1 Nougat
  • Processador: Snapdragon 835
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • MicroSD: Até 256 GB
  • Tela: 5,7 polegadas
  • Resolução da tela: Quad HD (1440 x 2560)
  • Câmera principal: Dupla com 12 MP e 13 MP
  • Câmera frontal: 8MP
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Dimensões: 158,5 x 77,7 x 8 mm
  • Peso: 197 g
  • Cores: cinza

Quais os melhores games de Android para jogar em viagens? Troque dicas no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.