Redes sociais como Facebook, Twitter, Pinterest e LinkedIn, oferecem a oportunidade manter contado com amigos, conhecer novas pessoas, reunir ideias e inspirações ou fazer conexões importantes. Entretanto, segundo a empresa de segurança ESET, as plataformas também podem ser usadas para o roubo de indetidade. Por exemplo: um cibercriminoso pode enviar uma solicitação de amizade para você usando um perfil fake. Ao aceitá-la sem qualquer desconfiança você acabar dando acesso a uma série de informações e fotos que podem estar configuradas apenas para amigos — o que facilita o roubo de informações pessoais para "clonar o seu perfil".
O que fazer se alguém publicar fotos suas sem autorização no Facebook Os sites de encontros também podem ser usados para aplicar golpes e até roubar dinheiro. A ESET fez um compilado de táticas usadas por criminosos para ter acesso às informações das vítimas. A empresa de segurança recomenda que as pessoas usem o bom senso para detectar perfis suspeitos. Conheça as estratégias usadas para roubo de identidade e veja que tipo de perfil deve ser evitado.
Empresa de segurança ESET indica os contatos que devem ser evitados em redes sociais (Foto: Divulgação/ESET)
1. Amigos repetidos no Facebook Receber uma nova solicitação de amizade no Facebook de alguém que já era seu amigo pode significar que a pessoa defez a amizade e, depois, decidiu retormar o contato. Porém, isso também pode indicar que alguém mal intencionado está usando uma "conta clonada" desse seu contato. O processo de contas clonadas envolve fazer amizade com uma pessoa, copiar seu perfil e depois bloqueá-la, enviando convites de amizade para todoso seus contatos. Desta forma, os criminosos conseguem acesso a uma vasta quantidade de informações de pessoas que costumam deixar seus dados restritos apenas para amigos — confiando que o perfil que a adicionou é de alguém próximo. A empresa de segurança, fabricante do famoso antivírus NOD32, ainda destaca que até mesmo usuários mais cuidadosos com as suas configurações de privacidade podem ser alvos de golpes — já que hackers podem recorrer ao envio de links maliciosos (com golpes de phishing) por mensagem.
2. Seguidores do Pinterest: prêmios em troca de repins Seguidores falsos na rede social podem ser identificados ao observar pins encurtados através de sites como o Bit.ly. Poucos pins — um ou dois, por exemplo — é outro indício de que o perfil pode não ser verdadeiro. A ESET alerta que, na verdade, esses links encurtados são...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.