Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Raptor é um PC gamer da Rocketz que vem equipado com processador de sétima geração da Intel e a GTX 1050 da Nvidia. Suas especificações são interessantes para quem precisa de uma máquina com boa performance e preço mais acessível. A ficha técnica do computador, porém, não revela grandes surpresas.

O modelo é indicado para gamers menos exigentes, pois deixa de lado características avançadas, como 2K, 4K e realidade virtual, além de não ser possível rodar games muito pesados em configurações gráficas máximas. Abaixo, você conhece cada componente e pode ter uma ideia da relação custo-benefício do Raptor.

Combinação de i3 dual-core e GTX 1050 tornam o Raptor um computador para gamers menos exigentes (Foto: Divulgação/Rocketz)Combinação de i3 dual-core e GTX 1050 tornam o Raptor um computador para gamers menos exigentes (Foto: Divulgação/Rocketz)

Combinação de i3 dual-core e GTX 1050 tornam o Raptor um computador para gamers menos exigentes (Foto: Divulgação/Rocketz)

Ficha técnica

  • Preço: R$ 3.280
  • Processador: Core i3 7100, dual-core a 3.9 GHz
  • Memória RAM: 8 GB DDR4
  • Placa de vídeo: Geforce GTX 1050 com 2 GB de RAM GDDR5
  • Armazenamento: disco rígido de 1 TB
  • Portas e interfaces: HDMI, USB 3.0 (uma), USB 2.0 (duas), Ethernet
  • Dimensões: 50 x 21 x 47 cm

Desempenho

GTX 1050 tem performance suficiente para jogar em Full HD (Foto: Divulgação/Gigabyte)GTX 1050 tem performance suficiente para jogar em Full HD (Foto: Divulgação/Gigabyte)

GTX 1050 tem performance suficiente para jogar em Full HD (Foto: Divulgação/Gigabyte)

O Raptor é um computador de entrada, sobretudo em virtude do Core i3 7100 da sétima geração um processador dual-core, e da Geforce GTX 1050 (não a Ti). Além disso, o PC usa 8 GB de memória DDR4.

Essas configurações tornam o Raptor ideal para jogos menos exigentes, como MOBAs e MMOs. De forma resumida, é possível jogar títulos mais ambiciosos do ponto de vista técnico em configurações gráficas menos fieis e em resoluções mais baixas. A combinação de processador de dois núcleos, placa de vídeo de entrada e apenas 8 GB de RAM definem as limitações do Raptor.

Armazenamento

O Raptor usa um disco rígido convencional de 1 TB de espaço. Sem SSD instalado, o computador terá tempos de resposta, de leitura e gravação de dados menores. Isso deve se manifestar de forma perceptível em games, já que os tempos de carregamento de mapas, cenários e missões devem ser mais prolongados em virtude dos limites da tecnologia.

Sistema operacional

Preço da licença do Windows 10 precisa ser considerado pelo consumidor (Foto: Zíngara Lofrano/TechTudo)Preço da licença do Windows 10 precisa ser considerado pelo consumidor (Foto: Zíngara Lofrano/TechTudo)

Preço da licença do Windows 10 precisa ser considerado pelo consumidor (Foto: Zíngara Lofrano/TechTudo)

A Rocketz comercializa o Raptor com o Windows 10 pré-instalado com uma licença de testes, válida por 30 dias. Isso significa que, ao fim do prazo, o consumidor terá de adquirir a licença final de usuário do Windows 10 junto à Microsoft, custo que pode ser bem salgado. Vale lembrar que a fabricante vende a licença por R$ 469 no momento.

A alternativa pode ser usar uma licença previamente adquirida pelo consumidor, ou migrar para alguma distribuição Linux amigável a games. É possível instalar o cliente da Steam no sistema livre e muitos grandes lançamentos atuais contam com versões para Linux.

Periféricos

Além do detalhe sobre o sistema operacional, é importante ter em mente de que a Rocketz vende o Raptor sem mouse, teclado e monitor. Esses periféricos ficam por sua conta.

Custo-benefício

Computadores montados e vendidos prontos são escolhas inerentemente mais caras do que a compra individual dos componentes para montagem em casa. Usando como base as configurações do Raptor, é possível montar um PC com ficha técnica igual por valores na faixa dos R$ 2.500 a R$ 2.700 – preço bem abaixo dos R$ 3.280 cobrados pela marca. A diferença, no fim das contas, pode garantir a sua cópia do Windows 10.

Comprar peças separadamente é mais barato (Foto: Divulgação/Raidmax)Comprar peças separadamente é mais barato (Foto: Divulgação/Raidmax)

Comprar peças separadamente é mais barato (Foto: Divulgação/Raidmax)

Entretanto, a compra das peças de forma individual envolve alguma intimidade com o hardware para não comprar errado, não pagar preços estratosféricos e também para saber identificar vendedores de boa reputação. É importante ressaltar que alguns componentes só devem ser encontrados nas mãos de importadores independentes.

O resumo é que se as configurações de entrada do Raptor atendem às suas necessidades, e você não tem muita intimidade com hardware a ponto de comprar e montar um PC com confiança, talvez gastar mais seja o ideal. Assim, você evita dor de cabeça e compra um produto com garantia, que deve funcionar imediatamente.

Por outro lado, se você é mais aventureiro e sabe o que está fazendo, montar o computador sozinho pode ser um projeto mais interessante, além de econômico. Aproveite para ver dicas de como montar um PC gamer barato.

Como montar um PC gamer? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.