Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Uma falha em navegadores pode ser usada para roubar dados de acesso de usuários, incluindo login e senha de diversos sites. A brecha de segurança, descoberta por pesquisadores da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, usa o recurso de preenchimento automático dos gerenciadores de senha nativo dos navegadores mais comuns, como o Google Chrome e o Firefox.

O erro vem sendo usado por, pelo menos, duas empresas de marketing para conseguir e-mails de usuários. No entanto, os especialistas acreditam que o bug também poderia servir de ferramenta para que hackers mal intencionados consigam acesso às contas.

Script usa gerenciador de senha para conseguir informações de acesso  (Foto: Gabriel Ribeiro)Script usa gerenciador de senha para conseguir informações de acesso  (Foto: Gabriel Ribeiro)

Script usa gerenciador de senha para conseguir informações de acesso (Foto: Gabriel Ribeiro)

Navegadores como Chrome, Firefox, Microsoft Edge ou Ópera possuem um gerenciador de senha padrão. O recurso é útil para economizar tempo ao acessar serviços na Internet, já que grava a senha e o login. O problema, no entanto, está no preenchimento automático.

Os pesquisadores descobriram que, entre 1 milhão de sites listados no ranking Alexa, mais de mil trazem um script para conseguir o e-mail sem o consentimento do usuário. O curioso é a forma como esse procedimento é feito, passando completamente despercebido.

O código cria uma área de login invisível dentro do site. Ao detectá-la, o gerenciador de senha preenche os dados automaticamente. O que torna a situação mais agravante é que, na maioria dos navegadores, as informações de login são carregadas apenas ao acessar a página com o script. Nos testes, somente o Chrome solicitou alguma interação do usuário.

Esquema de como o código age em sites na Internet  (Foto: Divulgação/CITP)Esquema de como o código age em sites na Internet  (Foto: Divulgação/CITP)

Esquema de como o código age em sites na Internet (Foto: Divulgação/CITP)

Ao serem carregadas, as informações de login são enviadas para servidores de terceiros. A boa notícia é que nenhum dos sites analisados manda a senha, apenas o e-mail. O erro também não atinge gerenciadores de senha de terceiros e mais robustos como o LastPass ou 1Password. No entanto, nada impede que um hacker possa usar o artifício e roubar também a senha.

Esse tipo de vulnerabilidade nos gerenciadores de senha dos navegadores não é nenhuma novidade. Há pelo menos 11 anos, este assunto é comentado em estudos de segurança online. A dúvida que fica é se em atualizações futuras os browsers vão ser capazes de identificar estes scripts que criam áreas de logins invisíveis.

Você pode testar se o seu navegador está imune ao script com esta página de demonstração criada pelos pesquisadores. Em todo caso, é recomendado desabilitar o preenchimento automático de senha no seu browser e usar a verificação em duas etapas sempre que for possível.

Como saber a senha do meu roteador Wi-Fi? Descubra no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.