A Intel vai finalmente apresentar seus novos chips mobile de oitava geração na CES 2018. Os novos processadores chegam depois da confirmação do uso de GPUs da AMD em processadores Intel Core. Eles deixam de contar com GPUs Intel UHD Graphics, para dar lugar aos processadores gráficos AMD Radeon RX Vega M Graphics.
A parceria entre as empresas tem o objetivo de oferecer componentes potentes e de tamanho reduzido para desbancar a rival Nvidia no quesito performance gráfica e permitir experiências com realidade virtual. A Consumer Electronics Show é uma das maiores feiras anuais de tecnologia do mundo e acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, entre os dias 9 e 12 de janeiro de 2018. CES 2018: saiba o que esperar dos lançamentos da LG, Sony, Samsung e mais
Novos processadores Intel Core série H de oitava geração têm GPU AMD (Foto: Reprodução/Intel) Os processadores são os primeiros da série H de oitava geração a chegarem ao mercado e prometem conciliar alto desempenho gráfico em jogos e edição de vídeos em alta resolução com o baixo consumo de energia. Serão cinco os modelos i7 e i5 apresentados: i7-8809G, i7-8709G, i7-8706G, i7-8705G e i5-8305G. Eles trazem quatro núcleos, oito threads, frequência de até 4,2 GHz e até 8 MB de memória cache. Todos são voltados para mini PCs e notebooks, incluindo os modelos ultrafinos e leves, e os 2 em 1. Veja a seguir os principais pontos sobre os Intel Core lançados na CES.
Memória HBM2: alta performance e economia de energia Uma das principais novidades dos processadores é o fato de a memória RAM de 4 GB embutida ser do tipo High Bandwidth Memory Gen 2 (HBM2), que trabalha de maneira dedicada à GPU Radeon. O padrão HBM2 consegue ser superior até ao GDDR5X usado em GPUs top de linha da Nvidia, oferecendo até 80% menos consumo de energia. Mais uma vantagem do componente é a troca de dados em velocidade mais elevada, com largura de banda de até 205 GB por segundo. Esse padrão deve agradar usuários que buscam um notebook para jogos. A promessa é de alto desempenho gráfico e baixo consumo de energia, além de permitir maiores quantidades de RAM em um espaço menor, ideal para notebooks ultrafinos.
EMIB otimiza trabalho dos processadores
À esquerda, o espaço ocupado por GPU, memória RAM e o processador. À direita, o novo chip de oitava geração da Intel, capaz de integrar todos esses componentes (Foto: Divulgação/Intel) Como era esperado, os novos Intel Core trazem a tecnologia Intel Embedded Multi-die Interconnect Bridge (EMIB) , que ...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.