Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O KeepVid, site para baixar vídeos do YouTube, Facebook e Vimeo, anunciou nesta semana a retirada oficial do seu serviço online de downloads. Sem explicar exatamente o motivo para sair do ar, a empresa transformou sua plataforma em um veículo educacional com orientações sobre termos e condições para copiar e armazenar vídeos, filmes e músicas da internet.

O serviço ficou mais de dez anos em funcionamento, sempre convertendo vídeos das principais plataformas online para que usuários pudessem assisti-los offline em MP4 ou escutá-los em MP3. No entanto, agora o site alerta para a infração de direitos autorais e a quebra das regras expostas nos Termos de Serviço, principalmente do YouTube, que recebia 92% das pessoas interessadas em fazer downloads.

KeepVid permite fazer download de vídeos (Foto: Reprodução/André Sugai) (Foto: Reprodução/André Sugai)KeepVid permite fazer download de vídeos (Foto: Reprodução/André Sugai) (Foto: Reprodução/André Sugai)

KeepVid permite fazer download de vídeos (Foto: Reprodução/André Sugai) (Foto: Reprodução/André Sugai)

Em nota, o KeepVid afirma que o uso dos serviços para baixar vídeos protegidos pode colocar os usuários em risco e a sugestão é que façam downloads de forma legal na Internet. Além disso, o site indica que os autores de conteúdos deem opções para que as pessoas possam descarregar os vídeos sem problemas e diz ainda esperar que, no futuro, as cópias sejam possíveis a partir de um acordo entre as plataformas. "O KeepVid espera sinceramente que o mercado possa ser mais regularizado e organizado para atender às necessidades das pessoas", ressalta.

Dicas do KeepVid

YouTube oferece aplicativo Go para vídeos offline e assinaturas no serviço Red (Foto: TechTudo)YouTube oferece aplicativo Go para vídeos offline e assinaturas no serviço Red (Foto: TechTudo)

YouTube oferece aplicativo Go para vídeos offline e assinaturas no serviço Red (Foto: TechTudo)

Apesar de receber comentários irritados de usuários após o aviso de descontinuação do serviço, o KeepVid também incluiu dicas em seu site recém reformulado para que qualquer usuário tenha acesso aos conteúdos online de maneira legalizada.

Destacando principalmente o YouTube, a empresa indica a observação das categoriais de vídeos e músicas livres de direitos autorias dentro da ferramenta, além da versão YouTube Go para assistir materiais offline e o YouTube Red, com opções de assinatura sem anúncios.

Na lista de dicas para filmes e séries, o KeepVid indica o uso do Hulu, Netflix e Amazon, enquanto para músicas, cita os serviços do Spotify, Apple Music e Pandora.

Como resolver problemas no YouTube? Descubra no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.